Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Sopão Solidário distribui 200 litros de alimento a famílias na Cidade Velha

O projeto tem como alvo famílias de trabalhadores informais que, com o lockdown e a crise sanitária como um todo, foram fortemente atingidos na renda e acesso à alimentação

Eduardo Rocha

A solidariedade concretiza-se em forma de sopão no bairro histórico da Cidade Velha, para atender famílias de baixa renda e com dificuldades para obter alimentação na pandemia da covid-19. Ainda na noite desta quarta-feira (14), foram distribuídos 200 litros de sopa a partir de quatro panelões, instalados na sede do Centro de Evangelização São João Paulo II, na rua Dr. Assis, próximo da Catedral. A iniciativa é da Pastoral Social da Catedral Metropolitana de Belém.

O cura da Sé, cônego Roberto Cavalli, acompanha o trabalho. "Essa ação visa auxiliar pessoas em dificuldade. Nós organizamos uma coleta de alimentos e contamos com nossos parceiros nesse mutirão solidário, porque muitas famílias têm sido atingidas pelos impactos da pandemia, como o desemprego, a fome, como observamos, e então nos predispomos a ajudá-as", afirma Roberto.

Como chama a atenção o cônego, no conhecido Beco do Carmo, ao lado da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, perto da Baía do Guajará, residem famílias de trabalhadores informais que, com o lockdown e a crise sanitária como um todo, foram fortemente atingidos na renda e acesso à alimentação. O projeto tem apoio da Comunidade Nova Aliança, Pastorais, Movimentos e Serviços da Paróquia Nossa Senhora da Graça (Catedral).

Sopão Solidário distribui 200 litros de alimento a famílias na Cidade Velha

"Quem quiser doar alimentos para essas famílias, podem deixar seus donativos na Catedral, para que a Pastoral Social possa, então, se encarregar de preparar o Sopão Solidário", destaca Roberto Cavalli.

Doação

O diácono Sílvio Ataíde, que atua na Pastoral Social, informou que o Sopão Solidário começou há cerca de três semanas, e o projeto se propõe a toda quarta-feira repassar alimento para famílias necessitadas.

"Nós começamos com dois panelões, que dava para 100 litros de sopa, e dada a necessidade real das pessoas, esse total foi elevado para quatro panelões, ou seja, 200 litros. O sopão reúne ingredientes fornecidos por um supermercado parceiro nosso e pessoas em geral, e são legumes, macarrão, carne e o pão que acompanha a sopa. Por noite, são atendidas em média 45 pessoas, ou seja, que vêm apanhar a sopa para levar para suas respectivas famílias da Cidade Velha e também do Jurunas", ressalta Ataíde.

Ele explica que a Pastoral Social pretende em breve levar alimentação para cidadãos e cidadãs em situação de rua no Largo da Sé. Aos sábados, das 10h30 às 12 horas, no próprio Centro de Evangelização São João Paulo II, legumes e verduras são repassadas para famílias pobres.

Fazendo o bem
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS