Treinador do Paysandu diz que faltou água em vestiário

João Brigatti disparou contra falta de estrutura

Braz Chucre

Na sua analise pós empate em 0 a 0 contra o Castanhal,  o técnico João Brigatti, do Paysandu, soltou os 'cachorros' na federação pelo estado de conservação do Modelão. Ele exime o Castanhal de culpa e coloca a FPF responsável pela situação do estádio que segundo ele, não oferece boas condições para bom espetáculo.

"Não é desculpa, nem nada, mas é para o bem do futebol paraense: a federação deveria exigir campos melhores, vestiários bons, para o bem do espetáculo. Veja, quem quer jogar bem, não consegue devido o campo pesado. Não tem qualidade. A federação tem uma temporada toda para fiscalizar os campos e começa só em janeiro", diz.
Brigatti acrescentou. "É começar agora esse trabalho para que no próximo ano esteja tudo legal. Aqui não tem água, não se consegue tomar banho. Isso interfere muito no trabalho do time. Vamos ter qualidade no campeonato. É cobrar agora, justamente para ter um campeonato melhor  em 2020", afirma. 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!