Procuradoria do TJD denuncia árbitro do jogo entre Independente e Paysandu pela semi do Parazão

O procurador alega que a conduta de Djonata Costa Araújo precisa ser investigada. Mesmo com o gramado alagado, o árbitro decidiu realizar a partida no Navegantão, em Tucuruí.

Redação Integrada

A procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA) denunciou o árbitro Djonata Costa Araújo por causa da conduta no primeiro jogo entre Paysandu e Independente pela semifinal do Parazão. A partida foi realizada no dia 04 de abril, no Navegantão, em Tucuruí, debaixo de muita chuva. A realização do confronto no gramado alagado foi criticada pelo presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul. 

Na denúncia, o procurador Djalma Leite Feitosa Filho afirma que era visível que o gramado estava ruim para prática esportiva, colocando o link da transmissão da partida em anexo para comprovação. 

"Verificamos que o campo estava em uma situação terrível, sendo impossível a prática de futebol, podendo ter causado graves lesões aos jogadores de futebol e comprometendo a prática esportiva e a continuidade do campeonato paraense. Por conta disto, é importantíssimo que investiguemos a conduta do árbitro, bem como coibir futuras atitudes como estas, para preservação do campeonato paraense, dos clubes e dos profissionais do futebol", afirma o procurador no documento.  

Para o procurador do TJD, o árbitro deixou de interromper a partida, como providência necessária à segurança individual de atletas e auxiliares. Para tal fato, se a denúncia for aceita, Djonata Costa Araújo será julgado pelo artigo 267 do CBJD, que fala sobre "deixar de solicitar às autoridades competentes as providências necessárias à segurança individual de atletas e auxiliares ou deixar de interromper a partida, caso venham a faltar essas garantias."

Neste caso, a pena é de suspensão de trinta a 370 dias, cumulada ou não com multa, de R$ 100,00 a R$ 1.000,00.  

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!