Paysandu goleia, rebaixa Atlético-AC e tira o maior rival do G-4 da Série C

Papão derrotou o Galo com a torcida comparecendo em bom número

Fábio Will

Agressividade e preciso nas oportunidades. Esse foi o Paysandu neste sábado (10), na vitória de 4 a 0 contra o Atlético-AC, no Mangueirão, em Belém. O Papão voltou a vencer diante do seu torcedor (como mandante), após mais três meses.

VEJA COMO FOI A PARTIDA LANCE  A LANCE

O último triunfo bicolor como mandante foi diante da Tombense-MG, na Curuzu, no dia 6 de maio, 1 a 0, gol de Nikolas, de cabeça. E os três pontos deixou o Papão no G-4, com 24 pontos o time alvicleste vai torcer por tropeço do Ypiranga-RS, que joga fora de casa contra o Luverdense-MT para permanecer nesta posição.

ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

JOGO

Dez minutos arrasadores do Paysandu. O primeiro gol saiu logo aos quatro minutos. Após escanteio cobrado no primeiro pau a bola foi desviada e sobrou livre para o atacante Hygor Silva marcar, 1 a 0 Papão.

PRESSÃO

O gol abalou o Atlético-AC que pouco pôde fazer, após Hygor Silva receber passe na entrada da área e tocar para trás, para a chegada de Tomás Bastos, que de chapa, ampliou para o Papão aos seis minutos.

VIROU PASSEIO

A Fiel bicolor ainda comemorava o segundo gol quando Bruno Collaço avançou pela esquerda e cruzou, Hygor se antecipou à zaga do Atlético e mandou para as redes, marcando o segundo dele na partida e o terceiro do Bicola. Papão 3 a 0 em dez minutos.

TIROU O PÉ

Os gols “relâmpagos” fez o Paysandu tocar a bola e cadenciar o jogo. O Atlético pouco tentava, mas criou algumas situações de perigo. Primeiro em uma falta cobrada na área e Polaco perdeu o gol na pequena área e depois com Jovambert, em um chute de fora da área que Mota espalmou para escanteio.

SEGUNDO TEMPO

Hélio dos Anjos decidiu mudar e colocou Wellignton Reis no lugar de Anderson Uchôa e Caíque Oliveira no posto de Micael. E o Paysandu teve as melhoras chances. Aos 14 minutos Hygor Silva foi derrubado na área e o árbitro assinalou o pênalti. Tomás Bastos cobrou deslocando o goleiro e marcou o quarto do Paysandu, aos 16 minutos. Bicola 4 a 0.

SEM INTENSEIDADE

Após o quarto gol o Paysandu não conseguiu mais emplacar o mesmo ritmo. O técnico Hélio dos Anjos trocou o meia Tomás Bastos por Tiago Luís, que até tentou dar uma maior movimentação no ataque bicolor, mas não conseguiu.

O próximo jogo do Paysandu na Série C está marcado para a quinta-feira (15), às 20h, contra o Luverdense-MT, no estádio Passo das Emas.

ATLÉTICO

Com a derrota para o Paysandu o time do Acre (AC) está rebaixado para a Série D. O Galo Carijó irá só cumprir tabela no restante da competição.

 

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Mangueirão – Belém (PA)

Data: 10.08.2019

Hora: 17h

Árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (CBF/BA)

Auxiliares: José Carlos dos Santos (CBF/BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (CBF/BA)

Quarto árbitro: Olivaldo José Alves Moraes (CBF/PA)

Cartões amarelos:

Paysandu: Tony, Perema, Léo Baiano e Wesley Pacheco

Atlético: Jô, Gabriel e Ermel

Gols: Hygor (4’/1T), Tomás Bastos (6’/1T), Hygor (10’/1T) e Tomás Bastos (16’/2T)

Paysandu: Mota; Tony, Perema, Micael (Caíque Oliveira) e Bruno Collaço; Léo Baiano, Anderson Uchôa (Welligton Reis) e Tomás Bastos (Tiago Luís); Hygor; Wesley Pacheco e Nicolas. Técnico: Hélio dos Anjos.

Atlético-AC: Ruan; Jô, Douglas, Gabriel (Weverton) e Igor; Marquinhos, Kássio, Polaco e Ermel (Geovani); Jovambert e Diogo. Técnico: Álvaro Miguéis.

RENDA

R$392.330,00
Pagantes: 18.560
Sócios-torcedores: 3.292
Credenciados: 2.500
Total: 24.352

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES