O primeiro 0 a 0 do campeonato: Paysandu apenas empata com Castanhal

Papão foi bem no tempo inicial. No segundo, cansou

Braz Chucre

O gramado do Modelão estava pesado. Prejudicou o rendimento do Paysandu e do próprio Castanhal. O placar 0 a 0 retratou a partida, que fechou a terceira rodada da fase de classificação do Campeonato Paraense 2019. Confira como foi a partida lance a lance!

Início

A arquibancada do Maximino Porpino ficou lotada. E depois de uma pressão inicial do Castanhal com Fabinho atuando mais solto pelo lado esquerdo, o time bicolor se ajustou ao campo encharcado e passou dar ordens na partida, manobrando bem as jogadas pelos flancos e com Leandro Lima ditando o jogo pelo meio-campo.

Torcida do Paysandu compareceu no estádio apelidado de 'Modelão' (Akira Onuma)

Primeiro Chute

O normal seria o Castanhal partir pra cima por estar em casa, mas foi o Paysandu que teve essa ousadia. Aos nove minutos, o Papão deu o primeiro chute ao gol castanhaense. Marco Antônio, de longe, finalizou e Yago conseguiu mandar para escanteio.

Defesa Salvadora

O Castanhal teve um lampejo no ataque com Heliton, que obteve bolas paradas em sequência. Mas, não deu em nada. A zaga bicolor dominou a parada. O Paysandu pressionava e, aos 14 minutos, Leandro Lima tocou a bola pelo alto. Nicolas cabeceou. Yago rebateu e Vinicius Leite mandou o rebote por cima. 

Aos 17 minutos, o Castanhal se deu bem numa jogada entre Abuda e Héliton, mas Fabinho pôs tudo a perder ao ficar impedido na jogada. Já aos 26 minutos, a torcida bicolor suspirou com a jogada de Leandro Lima, numa puxeta, quase faz bonito gol. A bola foi para fora. 

Susto

O Paysandu, mesmo com o jogo na mão sofreu um grande susto, numa jogada inesperada protagonizada por Paulo Rangel. O atacante foi para defesa ajudar os companheiros. Veio a cobrança de escanteio e goleador cabeceou para trás levando Mota fazer a defesa no susto.

Contudo, o atacante proporcionou lance polêmico aos 42 minutos ao cabecear e Yago rebater para escanteio. A bola teria entrado segundo sua versão no intervalo de jogo.

Paulo Rangel tentou marcar, mas não obteve sucesso (Akira Onuma)

 

Segundo tempo

Na fase final, o Paysandu sumiu no campo. O Castanhal cresceu e foi pra cima do bicolor. Logo aos seis minutos, o Japiim, com Lucas, mandou uma bola nas traves. O perigo passou rondar o gol de Mota. Aos dez, Fabinho mandou bola para fora.

1ª Mudança 

Vendo que o meio-campo 'pregou' o técnico Brigatti faz a primeira mudança. Trocou Marco Antônio por Alan Calberque. O meia cansou, depois de correr muito na fase inicial.

O Papão, aos treze minutos, deu uma virada com Vinicius Leite num chute forte que Yago desviou a bola para córner. O Castanhal ganhou fôlego com a entrada de Romarinho aos quinze minutos. E aos 16, ele criou uma confusão pelo lado direito e recebeu cartão amarelo.

Elielton

Com o ataque devagar, Paulo Rangel apenas zanzando, o técnico bicolor colocou em campo Elielton. O baixinho teve tudo para marcar aos 28. O chute saiu errado. Depois fez pouco pelo lado direito.

Elielton tenta conduzir a bola (Akira Onuma)

Chance

Aos 32, o Japiim teve o lance do jogo e, por pouco, não marcou o gol da vitória. Fabinho chutou e o goleiro Mota rebateu pegou seu próprio rebote. Aos 42, Yago se saiu bem numa bola aérea, deixando o jogo igual em 0 a 0. 

Agora, o Paysandu tem uma semana para se ajustar para o classico com o Remo, domingo, 17,  seu próximo comptromios no Campeonato Paraense. O Castanhal segue para Santarém onde vai encarar o Tapajós no Colosso .

 

Ficha Técnica

Castanhal 0 x 0 Paysandu

Castanhal - Iago; Magnum, Alisson, Ezequias e Lucas; Dadá, Sidney, Juninho (Ézio) e Abuda (Arthur); Fabinho e Héliton (Romarinho).
Técnico - Douglas Leite

Paysandu - Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Jhony Douglas, Marco Antônio (Alan Calberg), Leandro Lima e Nicolas; Vinicius Leite (Elielton)  e Paulo Rangel (Caion).
Técnico - João Brigatti


Cartões amarelos: Dadá, Romarinho e Juninho (Castanhal); Alan Calberg (Paysandu)

Local: Maximino Porpino, em Castanhal

Árbitro: Gustavo Ramos Melo

Assistentes: Luis Diego Nascimento e Acácio Meneses Leão

Quarto-árbitro: Melck Soares Almeida

Público: 2.949 (pagantes); 561 (credenciados); 3.510 pessoas (total) 

Renda: R$ 89.145, 00
 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!