Camisa 10, meia-atacante do Paysandu é sincero e dispara: 'Sei que estou devendo'

Vinícius Leite falou sobre as atuações com a camisa Bicolor

Andre Gomes

No futebol, é comum jogadores - assim como dirigentes - se sentirem intocáveis e acima de qualquer crítica. Por isso, atletas mais sinceros chamam a atenção. É o caso do camisa 10 do Paysandu, o meia-atacante Vinícius Leite, que falou sobre suas recentes atuações pela equipe e admitiu que precisa melhorar para continuar entre os titulares.

"Me sinto bem com a '10', sei que posso marcar história no Paysandu. Também sei que estou devendo um pouco ainda, não estou na minha melhor forma. Porém, tenho certeza que vou poder mostrar em campo todo o meu valor. Este ano temos peças de reposição em todas as funções do campo, então, esse ano está mais concorrido", opinou Vinícius.

MUDANÇAS

Aliás, para o jogo contra o Paragominas, no domingo (16), às 10h, na Curuzu, o Papão será obrigado a realizar algumas mudanças. Suspensos, o zagueiro Perema e o lateral-esquerdo Bruno Colaço não jogam - o goleiro Gabriel Leite é dúvida. Por outro lado, o volante Caíque Oliveira e o lateral-direito Tony retornam. Vinícius falou sobre a concorrência dentro do elenco.

"Nossa equipe é muito boa. Quem fica no banco, sempre que entra, a gente sabe que vai ajudar. A concorrência aqui é muito grande, é preciso ficar ligado. Mas a gente sabe que quem entrar vai dar conta do recado. Temos peças de reposição em todas as funções do campo, esse ano está mais concorrido. Todo ano temos que dar o nosso melhor para contribuir com o clube da melhor maneira possível".

COBRANÇA

"Nos cobramos bastante por aquela derrota [3 a 2 para o Castanha]. Sabíamos que estávamos devendo, precisávamos dar uma resposta, pois sabemos do nosso potencial. Creio que nesses dois últimos jogos conseguimos mostrar mais. No clássico, conseguimos uma bela vitória que dá moral".

CLIMA NA HORA DO JOGO

"A gente sabe como é o clima de Belém: pode chover, mas pode fazer muito calor. Estamos preparados, fizemos um treino na parte desta manhã (13), amanhã (14) vamos fazer na hora do jogo (às 10h). Então, creio que do jeito que estiver o tempo, vamos tentar desempenhar o nosso melhor futebol para poder vencer o Paragominas".

NOVA FUNÇÃO E FALTA DE GOLS

"Este ano estou jogando como um meia, busco a bola atrás para tentar ajudar o time na armação. Graças a Deus estou contribuindo: já dei uma assistência, bati os escanteios que originaram os gols [no Re-Pa], teve o pênalti também. O que importa é isso, o gol uma hora ou outra vai sair. Estou focado em ajudar o time".

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES