Morre advogado suspeito de envolvimento em fraudes no Cruzeiro

Ildeu Cunha Pereira, que era conselheiro da Raposa teve um infarto fulminante aos 58 anos de idade, nesta terça-feira, 25 de fevereiro

Valinor Conteúdo

O advogado Ildeu da Cunha Pereira Sobrinho, conselheiro e ex-advogado do Cruzeiro, de 58 anos, morreu nesta terça-feira,25 de fevereiro, ao sofrer um infarto fulminante.

Ildeu estava sendo investigado pela Polícia Federal por envolvimento em irregularidades da diretoria comandada por Wagner Pires de Sá. O advogado chegou a ser preso em 2019 juntamente com o também advogado Carlos Alberto Arges Júnior e os policiais federais Márcio Marra e Paulo de Oliveira.

O quarteto estaria vazando informações de dentro da corporação sobre as investigações sobre os esquemas irregulares do clube mineiro.

Ildeu também estava sendo investigado por outros crimes, de acordo com a Polícia Federal. Ele utilizava mecanismos de ocultação para desviar dinheiro do Cruzeiro com notas fiscais falsas, beneficiando várias pessoas, incluindo o ex-diretor jurídico do clube, Fabiano de Oliveira Costa, em um esquema de “rachadinha”.

De 2003 a 2008, Ildeu foi superintendente jurídico do Cruzeiro, na gestão do Alvimar de Oliveira Costa. Posteriormente, prestava serviços jurídicos para o clube azul, se tornando tempos depois conselheiro da Raposa.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES