Técnico do Barcelona detona jogo praticado na NBA: “Não é basquete de verdade

Pesic gerou polêmica ao dizer que não só acredita que a Euroliga é o melhor torneio da modalidade no planeta, e não qualifica o que é praticado na NBA

Lance!

A NBA é amplamente reconhecida como o maior e melhor campeonato de basquete do mundo. Não conte com o técnico do Barcelona, que está entre aqueles que não concordam com essa noção. Svetislav Pesic gerou polêmica ao dizer que não só acredita que a Euroliga é o melhor torneio da modalidade no planeta, mas também não qualifica o que é praticado na NBA como basquete.

“Se você quer mudar o ritmo do jogo, atuar em transição ou diminuir a velocidade das ações, a ênfase não pode ser no ataque. Começa-se na defesa e, então, você toma a iniciativa ofensiva controlando o tempo de posse. É assim que fazemos na Europa. Não é como acontece na NBA, que não é basquete de verdade”, disparou o treinador sérvio, após a vitória do seu time sobre o Olimpia Milão.

Para Pesic, um dos grandes problemas da liga norte-americana está na semelhança entre os estilos de jogos das equipes. O próprio comissário Adam Silver reconheceu que a NBA realizou mudanças recentes em suas regras para “forçar” um aumento das pontuações e ritmo do jogo. O técnico do Barcelona enxerga mais marketing, mas menos diversidade na NBA.

“Na Euroliga, você vê de tudo: defesa, ataque, tática, arremessos de três pontos, enterradas, criatividade. Na NBA, todas as noites, você vê esses placares altíssimos e todo mundo está feliz. O melhor basquete do mundo, neste momento, está aqui. A única coisa que não fazemos até agora é ‘vender’ o nosso produto como a NBA”, analisou o campeão mundial comandando a Iugoslávia, em 2002.

Um dos raros treinadores com experiência nos dois lados do Atlântico Norte, David Blatt até consegue compreender a origem dos comentários críticos de Pesic. O ex-técnico do Cleveland Cavaliers admite que existem claríssimas mudanças entre o basquete na NBA e na Europa, mas não concorda com o ponto final (e polêmico) levantado pelo colega de profissão.

“O jogo da NBA é diferente do europeu. Posso avalizar isso. Não é uma questão de melhor ou pior em termos de qualidade, discordo de qualquer declaração nesse sentido, mas entendo as diferenças que Pesic enxerga. Eu experimentei os dois lados e há diferenças muito claras mesmo na forma de ver e praticar basquete”, finalizou o atual comandante do Olympiacos, da Grécia.

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!