Lutadora do UFC sofre fratura após suposto caso de violência doméstica

Rachael Ostovich foi hospitalizada com fratura no osso orbital

A lutadora americana do UFC Rachael Ostovich foi hospitalizada no último domingo (18) em Honolulu, Havaí, nos Estados Unidos, após ser agredida. A polícia local abriu uma investigação para apurar um possível caso de violência doméstica.

Ostovich, de 27 anos, sofreu uma fratura no osso orbital e foi liberada do hospital no mesmo dia. Segundo informações da polícia, a agressão ocorreu na madrugada de domingo após uma discussão entre os envolvidos. Nenhuma prisão foi feita. Eles não revelaram suspeitos, mas o site “MMA Fighting” apurou que o principal é Arnold Berdon, marido da atleta e que também é lutador de MMA.

Em nota, a empresa Sucker Punch Entertainment, responsável pela carreira de Ostovich, confirmou o caso e anunciou que, por conta da lesão na face, ela está fora do combate que faria contra Paige VanZant no UFC Fight Night 143, no dia 19 de janeiro.

- Um incidente muito infeliz ocorreu na noite de domingo com Rachael Ostovich, que terminou com ela sofrendo uma fratura no osso orbital e outras lesões. Como resultado destas fraturas, ela não está apta a competir em sua luta contra Paige VanZant, no dia 19 de janeiro. Rachael está em casa, e retornará ao hospital com sua família para exames no seu orbital. A família gostaria de pedir privacidade enquanto resolvem o caso. Gostaríamos de agradecer ao UFC pelo apoio nessa situação, assim como os fãs e a imprensa pela preocupação - publicou a empresa em relação ao ocorrido com sua atleta.

Mais Esportes