Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovens atletas paraenses enfrentam dificuldades para conseguir patrocínio para Sul-Americano, no Equador

Manuela Oliveira, Péricles Nogueira e Nicolas Magalhães conquistaram vagas para disputarem a competição mas ainda não conseguiram o dinheiro da passagem

Aila Beatriz Inete

Cada vez mais novos atletas se revelam no cenário esportivo paraense. Desta vez, Manuela Oliveira, de 12 anos, Pericles Nogueira, de 14, e Nicolas Magalhães, de 15, conquistaram a chance de disputar o Sul-Americano, que ocorre em abril, em Guaiaquil, no Equador. Esta é a primeira vez que os três atletas disputam uma competição internacional pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK), que é uma das mais importantes do Brasil e é olímpica. 

Manuela Oliveira é a única mulher paraense na disputa. Com apenas 12 anos, ela já conquistou inúmeras medalhas no karatê e é uma das principais apostas da modalidade no estado. Ela começou no esporte ainda muito nova, por volta dos três anos, hoje é a faixa-preta mais jovem do Brasil. 

“Eu estou muito ansiosa, mas eu também fico muito feliz porque toda a minha batalha valeu a pena. Todos os meus treinos foram para eu conquistar isso e agora eu consegui e vou participar do Sul-Americano da CBK”, disse Manuela. 

VEJA MAIS 

Jovens karatecas vão disputar Campeonato Brasileiro sub-14 no Ceará
Por conta própria, cinco adolescentes embarcam para a competição em busca de medalhas

Jovem karateca paraense conquista medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Karatê
Competição da Japan Karate Association ocorreu em novembro, em Goiânia

Os três treinam todos os dias para participarem de competições e conseguirem bons resultados. O objetivo é que o grupo todo participe da competição, porque, além de serem parceiros de treinos, eles também são amigos.

“É muito bacana [ir junto com eles] porque a gente treina todos os dias, temos um vínculo nos treinamentos e na amizade. Eles são meus amigos há muito tempo, então, eu fico muito feliz por saber que eles também estão tendo essa oportunidade de poder viajar junto comigo para competir em uma coisa nova”, apontou Péricles.

A novidade para Manuela, Nicolas e Péricles é a competição pela CBK, já que uma boa posição no Sul-Americano, pode abrir muitas portas para eles na Seleção Brasileira. Com a possibilidade, as expectativas aumentam. 

“A gente fica muito honrado em poder defender o Brasil. Com a nossa equipe, em que todos são amigos, a gente se sente mais confortável para a gente ir e conseguir fazer o nosso trabalho no campeonato”, ressaltou Nicolas Magalhães. 

Mesmo repleta de títulos e medalhas, Manuela está em busca de patrocínio para conseguir bancar custos para torneio no Equador (Sidney Oliveira / O Liberal)

Apesar da conquista representar muito para a modalidade aqui no Pará e os três jovens atletas serem promessas reais do karatê aqui no estado, a ida deles pode ser frustrada pela falta de patrocínio. 

Desde cedo, os jovens já sabem que a vida de atleta paraense não é fácil e conseguir patrocínios é uma luta, até muito mais difícil do que a no tatame. 

“Infelizmente, os atletas não tem muito apoio, as pessoas não dão muita ajuda para isso e é bem difícil para gente” relatou Manuela. 

Lorena Oliveira, mãe de Manuela, explica que os três precisam apresentar condições para viajarem em uma semana para a CBK. Caso eles não consigam o dinheiro das passagens, eles não participarão do Sul-Americano e serão suspensos por um ano da confederação. 

Manuela Oliveira, Pericles Nogueira e Nicolas Magalhães karatê caratecas

E na busca por patrocínio, Lorena contou que até teve a filha desacreditada, porque era mulher. 

“Quando a gente vai pedir patrocínio eles falam: 'ah, mas mulher’. Como se ela não fosse conseguir algo… Esses atletas são diferenciados, são muito esforçados, por isso que nós pais, estamos muito empenhados em conseguir ajudar eles para que eles possam ir. É muito importante que os três viajem juntos porque um vai dar apoio para o outro”, ressaltou a mãe de Manuela, Lorena Oliveira. 

Por isso, Lorena recorreu a uma vaquinha online para ajudar a custear a viagem da filha. Assim como ela, os pais de Péricles e Nicoles também foram para a internet pedir ajuda. 

O Sul-Americano de karatê ocorre entre os dias 18 e 24 de abril, em Guaiaquil, no Equador, mas eles precisam confirmar a participação até a próxima semana, do contrário, os três perderão a vaga. 

COMO AJUDAR

Para Manuela Oliveira: Por meio da vaquinha online ou por meio do pix 755.756.202-04 (Lorena Oliveira)

Péricles Nogueira: pix 0919999666142 (Renata Siqueira Mendes)

Nicolas Magalhães: pix 455.294.932-20 ( Rodolfo Magalhães)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES