Técnico dos EUA afirma ter sido chantageado durante a Copa do Mundo; entenda

Gregg Berhalter admitiu que chutou a esposa em 1991, durante uma discussão

Andre Gomes
fonte

A US Soccer – Federação Estadunidense de Futebol – abriu uma investigação após o técnico da seleção masculina, Gregg Berhalter, admitir que chutou a esposa, Rosalind, durante uma discussão, em 1991. Berhalter treinou a equipe na Copa do Mundo do Catar e revelou que havia sido alvo de chantagem durante o torneio.

A Federação também ampliou o inquérito para examinar “possível comportamento inadequado”. Berhalter, que na época era calouro na faculdade, se manifestou por meio do Twitter, em uma carta co-assinada por Rosalind.

VEJA MAIS

image Neymar é expulso no primeiro jogo pós-Copa pelo PSG, pelo Campeonato Francês; vídeo
Em dois minutos, Neymar tomou dois cartões amarelos e foi expulso

image Perícia confirma falsificação de produtos esportivos comercializados na área comercial de Belém
A ação foi deflagrada pela Polícia Civil no dia 25 de novembro deste ano. Agora, a Polícia Científica do Pará constatou a falsificações do artigos esportivos

image Fifa abre investigação para entender 'acesso indevido' do chef 'Salt Bae' à taça da Copa do Mundo
O cozinheiro famoso por servir a famigerada 'carne com ouro', foi visto várias vezes incomodando os jogadores da Argentina e tirou fotos com a taça da Copa, que tem acesso totalmente restrito

“Uma noite, enquanto bebíamos em um bar local, Rosalind e eu tivemos uma discussão acalorada que continuou do lado de fora. Tornou-se físico e eu a chutei nas pernas. Não há desculpas para minhas ações naquela noite; foi um momento vergonhoso e do qual me arrependo até hoje. Naquela época, imediatamente pedi desculpas a Rosalind, mas, compreensivelmente, ela não queria mais nada comigo”, revelou.

Segundo Berhalter, após sete meses, Rosalind o procurou e resolveram reatar o relacionamento. Recentemente, o casal comemorou seu 25º aniversário de casamento.

“Estou compartilhando esta história depois de 31 anos porque é importante entender que foi um evento que me moldou, mas não me define. Foi um evento único e isolado há mais de três décadas e uma decisão terrível tomada em um momento ruim por um jovem de 18 anos”, continuou.

Depois da publicação, a US Soccer comentou sobre o conteúdo dela e se manifestou sobre a investigação: “Agradecemos Gregg e Rosalind por se apresentarem para falar abertamente sobre este incidente. Consistente com nosso compromisso com a transparência, compartilharemos os resultados da investigação publicamente quando ela estiver concluída. A US Soccer condena qualquer tipo de violência e leva essas alegações muito a sério”.

Futebol
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES