STJD suspende resultado de jogo da Copa do Brasil; decisão afeta Bragantino

Ponte Preta-SP alega interferência externa; Aparecidense-GO seria o adversário do Braga

Andre Gomes

A Aparecidense-GO teve impugnado o resultado da partida que a classificou para enfrentar o Bragantino na segunda fase da Copa do Brasil. A decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) veio após pedido da Ponte Preta-SP. A Macaca alega interferência externa em anulação de gol que a classificaria.

No jogo, que terminou 1 a 0 a favor dos goianos, o atacante Hugo Cabral da Ponte fez o gol de empate, em posição ilegal, aos 44 do segundo tempo. O bandeirinha não marcou a irregularidade, mas após 16 minutos de reclamação do time de Goiás, o árbitro Leo Simão Holanda (CE) decidiu voltar atrás.

BRAGANTINO

A decisão afeta diretamente o Bragantino. O Tubarão do Caeté venceu o ASA-AL por 1 a 0 e se classificou para a segunda fase da competição. Com a vitória da Aparecidense-GO, o confronto já estava marcado para o dia 27, às 15h30, no Diogão. Mas agora, a equipe de Bragança terá que aguardar a decisão final do STJD.

"Nós estamos aguardando o resultado dessa partida. Seria muito melhor se fosse a Aparecidense-GO, mas se for a Ponte Preta-SP vamos enfrentar como se fosse qualquer outro time. Não temos como nos portar nessa situação e não temos como escolher time. É agradecer a Deus e jogar", comentou Cláudio da Van, presidente do Bragantino.

Futebol