Presidente do Remo revela projeto para Mangueirão voltar a ter público de 45 mil

Segundo o presidente, há uma empresa realizando esse estudo que irá seguir por 90 dias

Redação Integrada

O Mangueirão foi liberado para 35 mil torcedores, mas em breve o maior palco do futebol paraense pode voltar a receber a capacidade de 45 mil. Quem bancou a informação foi o presidente do Remo, Fábio Bentes, que disse que tem uma empresa realizando estudos para que isso ocorra.

Em um evento realizado na manhã desta sexta-feira (15), em Belém, os presidentes do Remo e Paysandu firmaram parceria com uma loja de materiais de construção para a reformas do Baenão pelo lado remista e inicio das obras do Centro de Treinamento pelo Papão. Ricardo Gluck Paul, presidente bicolor, disse que estava com saudade do estádio com capacidade máxima. Já Fábio retrucou e explicou sobre uma possível liberação para 45 mil.

“Já existe uma empresa contratada para que o Mangueirão possa ter capacidade máxima. Tem também projeto para que se construa duas novas rampas, mas um estudo vai seguir por 90 dias e acredito que darão seguimento”, contou.

O Estádio Olímpico do Pará não recebe a capacidade máxima de 45 mil por não ter condições de esvaziar em tempo hábil, caso ocorra algum sinistro. Por isso o estudo de ter duas rampas a mais para que o estádio consiga atingir essa norma de segurança. Outro fator é que não há contingente de policiais militares para partidas com 45 mil torcedores, no batalhão de Eventos da Polícia Militar.

Futebol