Ponte Preta entra no STJD com notícia de infração contra o Goiás

Departamento jurídico do clube campineiro protocola pedido após encontro com procurador-geral do STJD

O caso do lateral Ernandes, do Goiás, segue adiante, pois a Ponte Preta deu entrada nesta quinta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportivo (STJD) de uma notícia de infração contra o time goiano pela suposta irregularidades no registro do jogador. O departamento juridico da Macaca Campineira decidiu pelo caminho após uma reunião com o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua por não sentir qualquer iniciativa da Procuradoria do orgão, então, os advogados da Ponte protocolaram o documento.
Agora, o passo é aguardar um posicionamento da Procuradoria quando receber a notícia de infração para análise no início da próxima semana e então definir se fará a denúncia ou arquivará o caso.
O clube campineiro tem garantias de sucesso na ação, mas promete debruçar-se sobre as possibilidades, pois entende que o Goiás tem responsabilidade pela situação do lateral. A expectativa da Ponte é que o caso ao menos seja levado para julgamento no tribunal.
Com datas de nascimento conflitantes, Ernandes seria dois anos mais velho do que mostra o registro dele no Boletim Informativo Diário (BID) - o famoso "gato", como se diz na gíria do futebol. O lateral defendeu o Goiás em 31 jogos da Série B e atuou pelo Ceará em uma partida da Série A (derrota para o Santos, na primeira rodada).
Se o STJD entender que esses clubes devem ser punidos por uma suposta escalação irregular de Ernandes, o Ceará seria rebaixado no lugar do Sport, e a Ponte Preta subiria na vaga do Goiás. O Paysandu está em alerta para tal desdobramento, já que, em caso de punição do Goiás, saria da zona de rebaixamento à Série C. Mas, o assunto é tratado com cautela na Curuzu. 
 

Futebol