Artilheiro do Parazão, lateral fala sobre suposto interesse da dupla Re-Pa

Michel vive drama de salários atrasados no Paragominas

Nilson Cortinhas

O Paysandu sondou o lateral-direito Michel, do Paragominas. Mas, há comentários de que o Clube do Remo também entrou na disputa para ter o jogador.
A julgar pelo relatou um representante do jogador, Sérgio Fernando, o Paysandu tem mais probabilidades de anunciar a aquisição. "Os dois times precisam. O Remo tem mais de 30 jogadores no plantel. Já o Paysandu precisa de um lateral-direito, porque só tem um", disse, aparentemente, indicando uma preferência pelo clube bicolor. "O Michel precisa estar jogando. Também há possibilidades de clubes da Série B e o mercado da Ásia", despistou o empresário. 
No Paysandu, Bruno Oliveira é o titular da posição. Está agradando e não tem reservas. No último jogo, o treinador João Brigatti improvisou Fábio Alemão como lateral-direito. No caso do Remo, Djalma jogou mais vezes na função, apesar de ser meio-campo de origem. Geovane é o reserva. 
Autor de cinco gols no Campeonato Paraense, Michel é um exímio cobrador de faltas, além de ter bom toque de bola e velocidade. Também tem demonstrado competência na composição defensiva.  No ano passado, o atleta fez parte do elenco que subiu o Imperatriz-MA para a Série C. 
O atleta, por seu turno, alega que tudo ainda é especulação. "Ainda não tive uma conversa com nenhum deles", disse, referindo-se a Paysandu e Remo.
Segundo o que a reportagem apurou, haverá uma reunião durante esta semana para definir o destino do atleta de 28 anos, natural de Barra do Corda (MA).
A negociação tende a ficar avançada nos próximos dias, sobretudo, pelo fato do problema financeiro que o Paragominas estar submetido. Já são dois meses de salários atrasados. Michel afirma que pretende terminar o campeonato no Paragominas, mas admite a dificuldade. "Quero terminar", afirmou. "Fora de campo prejudica muito. Dentro de campo, a gente tem que correr para poder achar as melhorias". 

 

Futebol