CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Escritor francês lança livro de poemas dedicados ao Pará

O francês Marc Bonaventure vive na capital paraense há 21 anos e resolveu homenagear o povo paraense através da literatura

Thainá Dias

O escritor francês Marc Bonaventure lança nesta quarta-feira (14), a partir das 18h30min na Aliança Francesa, em Belém, o livro "Paraensemente, eu". A obra é composta por 40 poemas em rimas. Cada poema é ilustrado por fotos do conceituado fotógrafo Bruno Pellerin. E mostra um pouco do amor do escritor pelos paraenses.

Segundo o autor, a ideia de escrever o livro começou a partir do incentivo de algumas pessoas admiradores do seu trabalho. “A verdade é que eu escrevo poemas desde a minha pré-adolescência. Alguns anos atrás, escrevi o poema ‘Retrato Regional’, acabou encantando as pessoas quando postei em uma rede social. E fiquei muito feliz com o retorno que eu tive, muitas pessoas me incentivando a escrever mais sobre o gênero. Então decidi publicar o livre”, explicou.

Morando em Belém há 21 anos, Marc adotou a terra como sua. O autor já visitou um número grande de municípios e escreve com domínio carinhoso sobre o Estado que o acolheu como lar. E é isso que o autor visa passar com o livro, o sentimento de pertencimento do povo paraense ao seu lar.

“Eu já havia visitado Belém em setembro de 1985 quando cheguei pela primeira vez, ainda como mochileiro, com apenas cinco dólares no bolso. Tomei açaí pela primeira vez e passei mal. Então uma família maravilhosa, de Abaetetuba cuidou de mim com muito amor. Logo, compreendi a natureza deste povo generoso e hospitaleiro. Até que eu voltei na capital paraense, com a minha esposa e meus quatro filhos, para ficar de vez. Amo a culinária paraense (principalmente, o frango no tucupi), sou apaixonado pela língua portuguesa, ao ponto de escrever este livro”, confessou o escritor.

Marc comenta houve dias em que a inspiração esteve fluindo que nem os rios paraenses. “Quando escrevi, às vezes, de dois até sete poemas no mesmo dia, e outros dias nos quais nada saía. Mas no todo, posso dizer que levou de dois a três meses para escrever a obra. Digitei todos os poemas diretamente no meu celular, seguindo a inspiração onde quer que eu estivesse, mas geralmente em casa, na minha varanda ou deitado na minha cama, com o celular na mão. Viajei muito no estado do Pará, como itinerante, vendendo material devocional cristão, e posso dizer com convicção que conheço este Parazão melhor que muitos paraenses. Muitas cidades me trouxeram a inspiração de escrever poemas relatando a vida deste povo tão amigável”, concluiu.

Agende-se

Lançamento da obra "Paraensemente, eu", de Marc Bonaventure

Data: 14/09

Hora: 18h30min

Local: Aliança Francesa (Ruy Barbosa, 1851)

Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!