Escombros da Ponte do Moju serão içados nesta sexta (26)

Técnicos da Setran coordenam ações no local do acidente

Redação Integrada

Os destroços da Ponte sobre o Rio Moju, na estrada Alça Viária, começarão a ser içados nesta sexta-feira (26). Já na segunda-feira (29) deverão chegar a Belém as estruturas do novo pilar de sustentação para a ponte. Uma equipe de técnicos da Secretaria de Estado de Transportes (Setran) realizou, na tarde desta quinta-feira (25), uma vistoria na área onde será construída a nova ponte Rio Moju. Como informou o Governo do Estado, foram feitas as últimas amarrações dos destroços da estrutura que desabou no dia 6 de abril, após ser atingida por uma embarcação.

O secretário de Transportes, Pádua Andrade, presidiu a vistoria, acompanhado do especialista em pontes e análise experimental de estruturas, Pedro Almeida, que faz o acompanhamento técnico de toda a obra. “O momento é de finalização de todo o procedimento, realização dos últimos diagnósticos. Estamos com estudos dos horários de maré para fazer tudo da forma mais segura”, afirmou Pádua.

Operação

Serão utilizadas, na operação, duas balsas com rebocadores e guindaste e, ainda, uma balsa adaptada com estrutura de içamento hidráulico. Os destroços serão movidos para outra área do Rio Moju, para que seja, então, liberado o canal e as obras de construção da ponte sejam iniciadas.

Cerca de 50 trabalhadores da empresa contratada para realizar o serviço, a Maar Alternativas Marítimas, incluindo mergulhadores, estiveram no local com os equipamentos para as últimas aferições. A empresa responsável pela reconstrução da ponte, A.Gaspar/AS, também está mobilizada para as obras. Neste momento, estão sendo reunidos os materiais e equipamentos necessários para a cravação das estacas do pilar central, que irá substituir os três pilares destruídos com a queda da ponte. Esse trabalho está previsto para iniciar na próxima segunda-feira (29).

Num primeiro momento, será realizada a amarração e o afastamento do módulo da estrutura destruída, que estão sobre a balsa causadora do desmoronamento. Em seguida, a embarcação naufragada será movimentada, liberando a área para serem colocadas as estacas metálicas do bloco de sustentação do pilar central da nova ponte. Serão construídos dois vãos de 124 metros para a navegação, incluindo dolfins de proteção para impedir o choque direto de embarcações na nova estrutura.

A ponte sobre o Rio Moju é a terceira de quatro do complexo da Alça Viária no Pará. Tem início na rodovia BR-316, na altura do município de Marituba, termina no município de Barcarena, e permite o acesso às rodovias PA-475/PA-150, rumo ao sudeste do Pará. Inaugurada em 2002, a Alça Viária pertence à rodovia PA-483, com cerca de 74 km de pontes e estradas (cerca de 70 km de rodovias e 4,5 km de pontes) construídas para integrar a Região Metropolitana de Belém ao interior do estado.

O Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!