Marketing de Influência

Marcia Acatauassú Ledo

Publicitária, empresária e palestrante, formada em Propaganda pela ESPM-SP e pós-graduada em Gestão de Marketing. Possui mais de 20 anos de atuação na área. Atualmente, diretora do Núcleo de Publicidade da Prefeitura de Belém e da Escola do Conhecimento.

Falando pelo visual

Você já deve ter ouvido falar a expressão: "roupa certa para a ocasião certa"

Marcia Ledo

Vamos começar pelo básico: higiene pessoal em dia, aspecto de limpeza, como ter a barba bem feita, unhas limpas, dentes escovados, cabelo penteado, bom hálito, desodorante em dia, perfume agradável. Esses detalhes que todos sabemos, mas por desleixo alguns deixam de lado o que certamente vai pesar na escolha final no caso de um candidato a emprego.

Certa vez eu entrevistei um rapaz que estava tão fedorento que foi impossível eu conseguir prestar atenção no que ele dizia. Fiquei tão constrangida pela situação, que só quis me ver livre daquele momento e, obviamente, não o contratei mesmo tendo um bom currículo e experiência na área.

Outro ponto importante são as roupas que vestimos. É fundamental estar bem vestido, pois você pode ser a pessoa mais capacitada do mundo, porém, se estiver usando uma roupa rasgada, manchada ou que não se encaixe na ocasião, você não vai passar segurança nem para o cara que está te pedindo uma esmola na rua.

É obrigação de um bom profissional andar bem vestido e não estou falando de usar roupas de marca, estou falando de estar vestido e de forma que se encaixe na profissão, na ocasião e/ou compromisso.

Se você é uma daquelas pessoas preocupadas com o seu visual, parabéns!

Preocupar-se é positivo, mas não é tudo. O ato de se vestir, por si só, já é uma ação de comunicação. Porém, algumas pessoas, mesmo com esforço, erram na escolha da roupa.

Você já deve ter ouvido falar a expressão: "Roupa certa para a ocasião certa".

Pois bem, a ideia é que devemos estar sempre preocupados, não apenas com a primeira impressão, mas com a segunda, a terceira... Por isso as roupas e acessórios devem estar em harmonia com uma série de fatores que comporão a sua imagem profissional. E como fazer isto? Agindo com bom senso na hora da escolha. Desta forma você estará apto para enfrentar qualquer situação, sentindo-se elegantemente à vontade.

A seguir alguns fatores que você deve considerar na hora de escolher a roupa ideal:

  • Tipo de evento ou compromisso (adequação ao horário)
  • Tons, cores, padrões e texturas (adequação de peças)
  • Clima do local
  • Idade
  • Tipo físico        

Vestir determinado tipo de roupa apenas porque está na moda pode não ser o ideal. O importante é que você fique bem e acima de tudo, que se sinta psicológica e fisicamente bem ao usá-la, sempre respeitando o local, a hora, o tipo de evento e a(s) profissões envolvidas.

De fato, o vestuário é apenas a base, que em conjunto com outros fatores como personalidade, estilo, postura e comportamento, vão traduzir por completo o real sentido da elegância pessoal de cada um. E é preciso estar de acordo com a profissão.

Obviamente um médico não estará vestido como um publicitário, tendo esse último, muito mais liberdade criativa para se vestir do que um profissional da saúde, de quem se espera sobriedade e segurança.

Para completar, é fundamental levar em consideração a qualidade da expressão verbal. Ou seja, a verbalização de ideias e pensamentos, devem acompanhar todo o conjunto.

A imagem física e a comunicação verbal vão criar o conceito que o outro terá sobre você. Portanto, cuide-se!

Marketing de Influência