"Se não cumprir metas, serei exonerado", garante Thiago Gagliasso

Ele publicou esclarecimentos sobre a sua indicação a um cargo na Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro

Agencia Estado

O ator Thiago Gagliasso, conhecido por ser irmão de Bruno Gagliasso e já ter participado do reality show A Fazenda, publicou esclarecimentos sobre a sua indicação a um cargo na Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, que gerou questionamentos por parte do público.

"Não fui contratado para nenhuma mamata, trabalho de segunda a sexta, das 10 às 19h, assinando o ponto e sem nenhum privilégio", escreveu Thiago, que trabalha como assistente da Superintendência de Artes da pasta estadual, em seu Instagram na última terça-feira, 23.

Em seguida, afirmou que não sente nenhum tipo de "comodidade" em sua nova função: "Tenho metas e objetivos definidos. Se eu não cumpri-los, como qualquer outro funcionário, serei exonerado".

Thiago Gagliasso ainda postou um "resumo do que tem sido feito na Sesec": 'Estou aberto a ideias, projetos, quero dialogar com a iniciativa privada pra trazer verba através das leis de incentivo, vem comigo'".

Confira as publicações feitas por Thiago Gagliasso abaixo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Estou aberto a ideias, projetos, quero dialogar com a iniciativa privada pra trazer verba através das leis de incentivo, vem comigo ! #100diasRJ #SececRJ #GovRJ #VamosVirarOJogo Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa RJ ✅⭐ Ida de mais de 5.000 crianças de escolas públicas ao espetáculo “OVO” como contrapartida social do incentivo fiscal ao Projeto do Cirque du Soleil; ✅⭐ Aporte de 30 milhões ao Carnaval, sem o qual não haveria o “Carnaval do Rio”; ✅⭐ Redução de despesas de custeio em 50%; ✅⭐ Descentralização: presença da Secretaria nos gabinetes itinerantes e em eventos em todas as regiões do Estado. Especialmente, Médio Paraíba, Noroeste Fluminense e Norte Fluminense; ✅⭐ 1ª Ida oficial inédita da SECEC ao município de Varre-Sai; ✅ Desenvolver o programa RJ LAB: Proposta para desenvolvimento do programa RJ LAB elaborada (Iniciativas 100 dias do Governo); ✅ Estruturação da Economia Criativa para 25 áreas na SECEC: Escritório de Projetos Estratégicos estruturado (Iniciativas 100 dias do Governo); ✅ Implantar a Plataforma de Fomento e Incentivo - PEFIC (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura): Pesquisa e sistematização da legislação da Cultura e Economia Criativa realizada (Iniciativas 100 dias do Governo); ✅ Desenvolver o programa CAPTA MAIS: Escritório de Captação estruturado (Iniciativas 100 dias do Governo); ✅ Retomada da Obra do Novo MIS em Copacabana; ✅ Estruturação do Escritório de Projetos, para suporte aos agentes culturais dos 92 municípios; ✅ Definição de 6 projetos estruturantes e estratégicos para a remodelagem da SECEC; ✅ Reabertura da Temporada do Theatro Municipal com recursos do aluguel do próprio espaço, sem gasto adicional; ✅ Contratação de pessoas com deficiência para integrar a gestão da Secretaria; ✅ Realização de Reunião com 45 Secretários Municipais de Cultura, em cumprimento aos ditames da lei 7.035/15; ✅ Conclusão das obras do Reservatório do Rio Carioca e Caixa da Mãe D’água e Inauguração prevista para o dia 14 de abril; ✅ Retomamos o empréstimo de livros na primeira semana de governo em uma das principais Bibliotecas do Brasil e América Latina: a Biblioteca Parque Estadual; ✅

Uma publicação compartilhada por Thiago Gagliasso Ferreira (@thigagliasso) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Não tem mamatinha nem mimimi... e sim um desafio enorme pela frente em poder somar com o Estado do Rio de Janeiro, gerando recursos, levando a cultura através da economia criativa para todo o Estado ! Aos lacradores de “plantão” responderei com atitudes, e aos que querem somar e ajudar, estou a disposição !!! Quando assumi o cargo tinha total consciência da responsabilidade que estava assumindo. Quem me acompanha sabe que eu não sou nenhum queridinho da imprensa e não esperava menos do que essa notícia. Não fui contratado para nenhuma mamata, trabalho de segunda a sexta, assinando o ponto, e sem nenhum privilégio. Aliás, tenho acompanhado de perto o quanto o Governo Witzel está compromissado em ser transparente e justo no tratamento dos seus funcionários, e eu sou só mais um. Quem quer mudar algo não pode ficar preso no passado, mas tem que olhar pro futuro, e quem olha pro futuro, enxerga o potencial, não se resume a analisar o que foi feito, mas o que se pode fazer. Tem que enxergar fora do quadrado e coragem para arriscar. Tenho metas e objetivos definidos. Se eu não cumpri-los, como qualquer outro funcionário, serei exonerado. Mas, diferentemente de outras vezes, não vou entrar em polêmica e ficar dando resposta a quem só quer me criticar e vender notícia, até porque não me afeto com essas críticas vazias. Isso só me dá energia para trabalhar mais e mais e corresponder a oportunidade que me foi dada. A quem está com boas intenções, fique sempre por perto, me cobre, me critique e me apresente sugestões. Eu vou estar atento a tudo e darei a minha resposta da melhor forma possível, com trabalho!

Uma publicação compartilhada por Thiago Gagliasso Ferreira (@thigagliasso) em

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!