Espetáculo "Palavra de Mulher" chega pela primeira vez em Belém nesta sexta

Espetáculo utiliza canções de Chico Buarque para contar a história de três mulheres sobre amores, dores, esperança e solidão.

Vito Gemaque

As mulheres presentes nas composições de Chico Buarque ganharão corpo e voz no espetáculo “Palavra de Mulher”, que chega aos palcos do Teatro do Sesi, nesta sexta-feira, dia 30. Pela primeira vez em turnê pelos palcos do Norte e Nordeste, o espetáculo se utiliza de várias canções famosas ou menos conhecidas de Chico Buarque para contar a história de três mulheres interpretadas pelas atrizes e cantoras Lucinha Lins, Tania Alves e Virgínia Rosa. As estrelas dão representatividade a tantas outras mulheres para em um clima de cabaré falar de histórias de amores, dores, esperança, solidão, encontros, sedução, felicidade, abandono, liberdade, sonhos e conquistas. O espetáculo terá apresentações às 21h, na sexta (30) e no sábado (1), e no domingo (2), às 19h.

A peça chega há dez anos sendo encenada como um misto de show e teatro, que desde a estreia em São Paulo, conquistou a crítica e o público. Em 2014, o espetáculo foi indicado em quatro categorias em um dos maiores prêmios de teatro do Brasil - o Prêmio Bibi Ferreira. Por onde passou, “Palavra de Mulher” arrebatou o público em mais de 50 cidades pelo país, totalizando mais de 200 mil espectadores. No repertório estão, entre outras, as músicas “À Flor da Pele”, “Teresinha”, “Meu namorado”, “Palavra de Mulher”, “Bem-Querer”, “O Meu Amor”, “Folhetim”, “Atrás da Porta”, “Tango de Nancy”, “Tatuagem”. As intérpretes serão acompanhadas pelos músicos Ogair Júnior, Ramon Montagner e Robertinho Carvalho.

A atriz Lucinha Lins conhecida do grande público por papéis em novelas da TVs Globo, SBT e Record como “As Pupilas do Senhor Reitor”, “A viagem”, “Chocolate com Pimenta” e  “O Salvador da Pátria” está muito feliz com o novo momento do espetáculo em turnê por outras regiões do Brasil fora do eixo Rio-São Paulo. “Tem sido um prazer e uma emoção muito legal, a receptividade é uma loucura, há dez anos mostramos este espetáculo sempre que possível por este Brasil a fora. Estar no Norte e Nordeste é um privilégio, uma coisa que todas nós queríamos demais e conseguimos através de um patrocínio da Vivo realizar este sonho e este desejo. A receptividade tem sido a melhor possível. Nós estamos muito ansiosas para chegar a Belém, neste teatro maravilhoso e comer estas comidas maravilhosas”, falou. “Estou morrendo de saudades e vontades de chegar aí”, confessa.

Segundo Lucinha, as atrizes já queriam ter chegado as outras regiões do Brasil mais cedo, mas há altos custos envolvidos. “Chegar ao norte e nordeste não é nada fácil, há três anos que nós estamos tentando isso, a produção batalhando por recursos. É longe, a passagem de avião é muito cara. É muito difícil viajar e sair do eixo Rio-São Paulo, que são muito próximas, e levar o nosso espetáculo para outros lugares”, explicou.

Apesar de ser mais conhecida pelos trabalhos na televisão, cinema e teatro, Lucinha também foi vencedora do Festival MPB Shell 82 defendendo a música “Purpurina“, episódio que entrou para a história da MPB. Além disso, a atriz gravou jingles e comerciais de televisão. A relação com as músicas de Chico Buarque é bem íntima. “Eu já canto Chico há bastante tempo. Eu tive prazer e a honra de fazer parte de musicais como “Ópera do Malandro”, “Saltimbancos Trapalhões”, “Corsário do Rei”, quer dizer eu já trabalho com o Chico no palco há bastante tempo, fora aquelas que cantava sempre no banheiro, sabe?”, brinca. “Chico Buarque faz parte da trilha sonora da minha vida. Cantar Chico é uma honra e um prazer. É um transporte incrível das minhas emoções”, confidenciou.

Para ela, as músicas de Chico Buarque tem a característica de falar com o que há de mais íntimo das pessoas. “O Chico tem essa facilidade de penetrar na alma feminina de uma maneira fora do comum. Acho que em outras vidas, se é que isso existe, ele foi uma mulher incrível. Uma mulher apaixonada, porque ele tem esse dom. Acho que o Chico flagra os sentimentos femininos de uma maneira espetacular”, adianta. Em “Palavra de Mulher” todas as mulheres são de alguma maneira representadas pelas personagens de Chico Buarque. “Todas nós de alguma maneira somos personagens do que estamos falando da palavra de Chico Buarque e das músicas de seus parceiros”, declara Lucinha.

Agende-se

Espetáculo “Palavra de Mulher”

Local: Teatro do Sesi, avenida Almirante Barroso, 2540, bairro do Marco.

Datas e horários: sexta-feira (30) e sábado (1º) às 21h e domingo (2) às 19h.

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia entrada), trabalhadores que possuem carteira do SESI tem direito a meia.

Bilheteria do teatro e na bilheteria digital: www.bilheteriadigital.com

Música