Autor de 'It: A Coisa', Stephen King diz 'não considerar a diversidade' ao votar no Oscar; entenda

O autor gerou polêmica no Twitter após as declarações

Redação Integrada

O autor americano Stephen King, conhecido pela habilidade em escrever histórias de terror, gerou polêmica no Twitter após fazer declarações sobre falta de representatividade nas indicações ao Oscar deste ano. Votante da academia, King começou falando sobre a forma como enxerga a representatividade nas categorias em que pode fazer indicações. 

"Como escritor, posso indicar em apenas três categorias: Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Roteiro Original. Para mim, a questão da diversidade - como se aplica a atores individuais e diretores, de qualquer maneira - não apareceram. Dito isto...", escreveu no primeiro tweet. "...Eu nunca consideraria a diversidade em matéria de arte. Apenas qualidade. Parece-me que fazer o contrário seria errado", continuou.

A declaração então gerou polemica entre fãs, que alegavam King ter feito muito pela representatividade em suas obras. Só três horas depois, King voltou a rede para explicar seu ponto de vista de forma mais detalhada.

"A coisa mais importante que podemos fazer como artistas e pessoas criativas é garantir que todos tenham a mesma chance, independentemente de sexo, cor ou orientação. No momento, essas pessoas estão mal representadas, e não apenas nas artes".

"Você não pode ganhar prêmios se ficar de fora do jogo".

Veja as reações de alguns fãs:

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA