Abatida, Britney Spears posta vídeo para acalmar os fãs

Ela desmente que esteja internada em clínica psiquiátrica contra a vontade e afirma que voltará em breve

Agência Estado

Britney Spears se manifestou pela primeira vez nas redes sociais após se internar em uma clínica de saúde mental no começo deste mês. No vídeo gravado e publicado no Instagram, a cantora norte-americana pediu que os fãs não acreditem em tudo o que veem e ouvem e disse que, neste momento, precisa de privacidade.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

I wanted to say hi, because things that are being said have just gotten out of control!!! Wow!!! There’s rumors, death threats to my family and my team, and just so many things crazy things being said. I am trying to take a moment for myself, but everything that’s happening is just making it harder for me. Don’t believe everything you read and hear. These fake emails everywhere were crafted by Sam Lutfi years ago... I did not write them. He was pretending to be me and communicating with my team with a fake email address. My situation is unique, but I promise I’m doing what’s best at this moment 🌸🌸🌸 You may not know this about me, but I am strong, and stand up for what I want! Your love and dedication is amazing, but what I need right now is a little bit of privacy to deal with all the hard things that life is throwing my way. If you could do that, I would be forever grateful. Love you ❤️❤️❤️

Uma publicação compartilhada por Britney Spears (@britneyspears) em


"Minha família tem passado por muito estresse e eu só preciso de um tempo para lidar com isso. Mas não se preocupem, estarei de volta muito em breve", garantiu Britney no vídeo. Na legenda da publicação, ela explicou por que decidiu falar agora e deu alguns detalhes sobre o momento que está vivendo.

"Eu queria dizer oi, porque as coisas que estão sendo ditas acabaram de sair do controle. Há rumores, ameaças de morte contra minha família e minha equipe e tantas coisas malucas sendo ditas. Eu estou tentando tirar um tempo para mim, mas tudo o que está acontecendo está apenas tornando isso mais difícil para mim", escreveu a cantora.

"Não acreditem em tudo o que leem e ouvem. Esses e-mails falsos em todos os lugares foram criados por Sam Lutfi anos atrás, eu não os escrevi. Ele estava fingindo ser eu e se comunicando com a minha equipe com um endereço de e-mail falso. Minha situação é única, mas eu prometo que estou fazendo o melhor neste momento", completou.

Britney disse que é forte e agradeceu o amor e a dedicação dos fãs. "Mas o que eu preciso agora é um pouco de privacidade para lidar com todas as coisas difíceis que a vida está jogando no meu caminho. Se vocês puderem fazer isso, eu ficaria eternamente grata. Amo vocês", finalizou.

O produtor cinematográfico Sam Lutfi, ex-empresário de Britney, negou as acusações da cantora momentos depois de ela se manifestar.

"Um post no Instagram de Britney me acusa de fabricar os e-mails dela que estão circulando recentemente. Eu possa afirmar seguramente que eu nunca escrevi nem tive nenhum acesso ao e-mail dela. Isso é uma tentativa desesperada da equipe dela para desviar a atenção para mim e uma maneira bastante ineficaz de ofuscar o movimento Free Britney", disse Lutfi.

O movimento ao qual ele se refere foi promovido por fãs da cantora, que começaram a protestar contra a possível internação compulsória dela, ou seja, contra sua vontade.

 

Cultura