Benefícios na vermifugação de cães e gatos

O processo deve ser feito desde o nascimento até a fase adulta do animal

Lorena Saraiva
fonte

A vermifugação é o processo de aplicação de vermífugos no animal para eliminar os vermes e deve ser feita na fase inicial e na fase adulta da vida dos pets. A médica veterinária Danielle Góes, especializada em clínica médica de animais e promotora técnica do Laboratório Agener União pela J Henrique's Distribuidora, fala sobre os benefícios em fazer o procedimento e a importância para a saúde dos animais.

O processo de vermifugação deve fazer parte dos hábitos de vida e higiene dos animais, pois a presença das verminoses podem apresentar vários impactos para a saúde e bem estar. Além de oferecer proteção aos humanos. “Vale ressaltar que livrando nossos animais destes vermes, estamos também conferindo proteção a nós mesmos, tendo em vista que algumas espécies de vermes também podemos adquirir, abalando assim nossa saúde de forma direta, ou seja, verminoses também podem ser zoonoses”, alerta a veterinária.

image A médica veterinária Danielle Góes orienta sobre a periodicidade da vermifugação em cães e gatos (Arquivo pessoal)

Danielle esclarece que os vermes podem se alojar em vários órgãos fundamentais para o desenvolvimento do animal como intestinos e rins e causar várias doenças, com destaque para gastrointestinais, cardíacas, pulmonares, renais, hepáticas e oculares.

As verminoses se manifestam nos cães e gatos com os seguintes sintomas: apatia, perda de peso, diarreia, vômitos, anemia, abdômen com aparência de inchaço e presença de vermes nas fezes.

Entre os benefícios da vermifugação estão o prolongamento da vida dos cães e gatos,além de evitar a má absorção dos nutrientes.

image A J Henrique's Distribuidora dispõe de produtos para ajudar na vermifugação de cães e gatos. (Divulgação)

Os cuidados com a vermifugação devem ser contínuos e sistemáticos, porque os vermes podem acometer os pets em várias fases da vida (gestação, amamentação). O período ideal é 15 a 30 dias após o nascimento e manter durante toda a vida. A médica veterinária Danielle detalha o processo.

“O protocolo de vermifugação inicia-se entre 15 a 30 dias de vida do filhote, em dose única, tendo sua repetição com 15 dias após a primeira dose. Posteriormente as doses de manutenção são feitas 1 vez por mês até que este animal complete 6 meses”.

Na fase adulta, o reforço deve ser feito de seis em seis meses para prevenção e continuar até o final da vida. “Lembrando que cães e gatos apresentam particularidades quanto ao uso destes medicamentos, logo a melhor escolha do vermífugo deve ser realizada com auxílio do médico veterinário”, completa.

 

J Henrique Distribuidora
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!