Combater as fake news e preservar o jornalismo: eis a questão

Como não destruir um dos pilares da democracia na guerra contra as fake news

Por Rita Soares

Em meio ao combate às fake news mora um perigo: o risco de destruir um dos pilares da democracia, a liberdade de expressão. A jornalista Rita Soares, da #AMZ, conversou com o advogado criminalista Augusto Botelho, comentarista CNN, que analisou a lei sancionada (e logo depois vetada) pelo governador Helder Barbalho para combater fake news.

Uma das grandes estrelas do programa “O Grande Debate”, da rede de CNN, o advogado criminalista Augusto Botelho analisou, a pedido da Conexão AMZ, a lei sancionada pelo governador Helder Barbalho para combater fake news, mas que abriu brechas para cercear a liberdade de imprensa. Vale lembrar que diante da repercussão negativa, o governo voltou atrás e anunciou que vetará a lei que já havia sido sancionada.

Para Botelho, o melhor remédio contra fake news é a informação. Ele critica a falta de políticas do governo federal para informar a população sobre a pandemia do novo coronavírus e alerta: é preciso  combater a divulgação  de informações geradas dolosamente para gerar pânico, mas sem perder de vista a necessidade de preservar o jornalismo. 

Escute a análise de Augusto Botelho.

Política AMZ
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!