Pará Negócios será lançada ainda em março e deve movimentar mais de R$ 10 milhões

Oitava edição da Pará Negócios será lançada este mês, em Belém. Organizadores acreditam que a recuperação econômica do país impulsionará crescimento

Anna Perez | Conexão AMZ

 

Em sua oitava edição, a Pará Negócios deve movimentar mais de R$ 10 milhões. A feira, que reúne expositores dos mais diversos setores da economia paraense, será lançada este mês, em Belém. Segundo o diretor-superintendente da Associação Comercial do Pará (ACP), Lúcio Cavalcanti, o evento deve refletir o retorno da confiança na economia do país. “Sentimos este reflexo na elevada procura por stands na feira. Creio que, este ano, faremos a melhor edição da Pará Negócios”, diz.

A expectativa dos organizadores é que a geração de negócios durante os quatro dias da feira, que este ano será realizada de 5 a 8 de dezembro, supere os R$ 10 milhões movimentados na edição do ano passado, quando também o resultado ficou 20% acima do previsto. “O mercado tem reagido positivamente com relação às mudanças econômicas do atual governo. O setor produtivo está demandando não só a procura por espaços, mas, também, por projetos especiais para participar da feira com valor agregado. E tudo isso deverá se reverter em bons negócios”, aposta Cavalcanti. 

Reprodução (Divulgação Pará Negócios)

Capacitação, empreendedorismo e tendências

Além do volume de negócios gerados, a feira deve capacitar cerca de 10 mil pessoas nas mais de 150 opções de cursos, palestras e seminários que fazem parte da programação. Este ano, serão 250 expositores, que vão de moda, estética e beleza ao ramo de pets, gerando pelo menos 3 mil empregos diretos e indiretos.

“A Pará Negócios é uma vitrine empresarial que oportuniza a realização de negócios e a capacitação da classe empresarial paraense, além de despertar o empreendedorismo. São vários exemplos não só do que temos na região, mas, também, com as principais tendências do mercado nacional. Isso tem contribuído de forma expressiva para e economia paraense a curto, médio e longo prazos”, acredita.

Reprodução (Divulgação Pará Negócios)

Além da ACP, co-realizadora ao lado do Sebrae, a Pará Negócios conta com apoio do Governo do Estado, Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Federação do Comércio (FECOMÉRCIO), Banco da Amazônia e Wolf Invest.

Negócios AMZ
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!