Artistas paraenses vão invadir o Rock in Rio

Dona Onete, Fafá de Belém, Gaby Amarantos, Jaloo e Lucas estrela se apresentam no palco Sunset. E ainda: Ex-arcebispo de Belém é mencionado em esquema de desvio de recursos na saúde pública no Rio de Janeiro, ICMBio condenado a promover a regularização fundiária de Floresta Nacional, no Pará

Redação | Conexão AMZ

Dona Onete, sempre ela, vai levar o Pará para o palco de um dos maiores festivais do mundo. A organização do Rock in Rio 2019 confirmou a presença da rainha do carimbó chamegado no palco Sunset, principal palco paralelo do festival. Onete vai apresentar no dia 3 de outubro o show “Pará Pop”, em que convida para participações especialíssimas as cantoras Fafá de Belém e Gaby Amarantos, o DJ Jaloo e o guitarrista Lucas Estrela. De acordo com a produção do Rock in Rio, a ideia é celebrar a cultura do Pará e a diversidade musical brasileira.

Acusação

Ex-arcebispo de Belém e atualmente maior autoridade da Igreja Católica no Rio de Janeiro, o cardeal D. Orani João Tempesta foi citado pelo ex-governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (MDB), em um depoimento sobre o esquema de desvio de recursos na saúde pública no estado. Cabral disse que o esquema também envolvia religiosos e citou os contratos com a Organização Social Pró-Saúde, que é administrada por padres da Igreja Católica. Segundo o ex-governador, D. Orani “devia ter interesse nisso”. A Arquidiocese do Rio respondeu, em nota, que a Igreja Católica no Rio de Janeiro e seu arcebispo “têm o único interesse que organizações sociais cumpram seus objetivos, na forma da lei, em vista do bem comum”. A Pró-Saúde atua no Pará administrando vários hospitais, entre eles, o Metropolitano em Ananindeua.

Condenação

A Justiça Federal condenou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a promover a regularização fundiária da Floresta Nacional (Flona) do Itacaiúnas, em Marabá, no sudeste do Pará. A decisão obriga o ICMBio a elaborar e apresentar diagnósticos das situações fundiária e socioeconômica da Flona, além de elaborar, apresentar e executar plano de regularização fundiária da área, de 136,9 mil hectares. Inclusive para a retirada de gado eventualmente existente na área. A sentença acata um pedido do Ministério Público Federal (MPF) e confirma a decisão liminar de 2013.

Causa ambiental

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), em parceria com o Instituto Socioambiental, Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) e o Woods Hole Research Center, lança nesta quarta-feira (27), em Brasília, a plataforma Proteja (proteja.org.br) . O site reúne as bases de dados e os acervos das quatro organizações e permite que o usuário faça seus próprios mapas e infográficos interativos das áreas protegidas na Amazônia (unidades de conservação e terras indígenas). O lançamento é parte da programação do Proteja Talks, evento inspirado no TED Talks, para compartilhar vivências e sonhos em torno dessas áreas. O evento reúne ativistas e profissionais ligados à questão socioambiental, entre eles o arquiteto Marcelo Rosenbaum.

Conexão AMZ
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!