Ananindeua entra para projeto-piloto do Governo Federal contra violência no Brasil

Projeto será lançado hoje em Belém pelo Secretário Nacional de Segurança. Ele anunciará também a chegada da Força Nacional ao Pará

Equipe | Conexão AMZ

Nesta quinta-feira, às 11h, o governador Helder Barbalho (MDB) recebe, no Palácio do Governo, o general Guilherme Theophilo. Secretário Nacional de Segurança Pública, ele está em Belém para anunciar a data de chegada da Força Nacional ao Pará, promessa de campanha de Helder que, no dia seguinte à posse, solicitou a presença da tropa.

Durante o encontro, o secretário Nacional de Segurança Pública também lançará um projeto-piloto do Governo Federal destinado a reforçar ações de segurança em cinco municípios do Brasil. Ananindeua, que integra a Região Metropolitana de Belém, foi a escolhida na região Norte para ser beneficiada pelo projeto, que deverá ser prioridade do Ministério da Justiça para enfrentamento à criminalidade. O objetivo é reduzir os altos índices de violência, especialmente homicídios, por meio da articulação entre os municípios para realizar ações de prevenção social e de repressão qualificada, a partir de diagnósticos locais. 

Secretário Nacional de Segurança, general Guilherme Theophilo, está em Belém para anunciar chegada da Força Nacional (Marcelo Camargo / Agência Brasil)

Belém no ranking mundial da violência

Em março de 2018, a organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz divulgou o ranking anual das 50 áreas urbanas mais violentas do mundo. 

O levantamento tem como base as taxas oficiais de homicídios a cada 100 mil habitantes e apontou o Brasil como o país com o maior número de cidades nesta dramática situação. São 17, sendo três delas capitais da região Norte: Belém, Manaus e Macapá.

Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera uma taxa acima de 10 homicídios por 100 mil habitantes como característica de violência epidêmica. No ranking, Belém aparece entre as dez cidades mais violentas do mundo, com índice de 71,38 assassinatos a cada 100 mil pessoas.

Entenda o papel da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP)

O que é a FNSP?
É uma tropa de pronta-resposta que integra o programa de cooperação em Segurança Pública entre a União e os estados. 

Quais os objetivos da FNS?
Reduzir a violência, a criminalidade e a insegurança.

Quando foi criada e onde fica sediada a FNSP?
Em 2004. A sede é o Batalhão Escola de Pronto-Emprego (Bepe), em Brasília.

Quem compõe a FNSP?
Policiais civis e militares, bombeiros militares e peritos dos estados e do Distrito Federal.

Qual o efetivo da FNSP?
Por questões de estratégia e segurança, o Ministério da Justiça não divulga esta informação. 

Quem responde pela FNSP?
A Secretaria Nacional de Segurança Pública, vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Em quais situações a FNSP atua?
Na preservação da ordem pública, na segurança das cidadãos e do patrimônio, além de situações de calamidade. 

Qual a fonte de inspiração para criar a FNSP?
O modelo da Organização das Nações Unidas (ONU) para missões de paz.

Conexão AMZ