Ásia e Pará: mais em comum do que você imagina

O jornalista Rodrigo Vieira passou um mês percorrendo Tailândia, Singapura e Indonésia. Trouxe na bagagem muitas experiências e uma série especial de reportagens que mostram as semelhanças e as particularidades entre duas regiões que despertam a atenção do planeta: a Amazônia e o Sudeste Asiático

Rodrigo Vieira | Conexão AMZ

Seria possível estabelecer  conexões entre a Amazônia e a Ásia? Definitivamente, acredito  que sim! Após passar exatos 31 dias no maior e mais populoso dos continentes, procurei traçar um paralelo entre o que vi e vivi por lá e a nossa realidade por cá. Algumas semelhanças são óbvias, como o clima quente e úmido, o grande consumo de arroz, a expressiva religiosidade do povo... Mas, há outros aspectos que a gente vai descobrindo aos poucos, ao conhecer as pessoas e seus hábitos. 

Por exemplo: assim como nós, eles adoram manga! Fazem de um tudo com a fruta. Aliás, nós importamos as mudas das mangueiras de lá e o Gabriel Pinheiro, colaborador da Conexão AMZ, vai me ajudar a contar essa história em uma das reportagens. 

Mango Toffee (Doce de manga) (Rodrigo Vieira)

Mas, apesar das muitas similaridades, optei por abrir a série abordando as diferenças entre as duas regiões. E explico porque: vivemos um momento muito delicado no Brasil, onde investimentos em educação e infraestrutura estão sendo ainda mais reduzidos. Para piorar, não temos o saudável hábito de planejar... 

Escolhi começar contando um pouco do que vi e descobri em Singapura porque, assim como todas os demais países que se transformaram econômica e socialmente ao longo do século XX, Singapura deixou de ser uma vila de pescadores para se tornar um dos que apresenta o maior Índice de Desenvolvimento Humano, em menos de 50 anos, justamente por investir massivamente nestes três pilares. Sim, é difícil. Mas, é possível! 

Aperte o play e confira um pouquinho do que você verá na Conexão Ásia! A primeira reportagem da série já está em nossos perfis no Facebook e no Instagram 

Conexão AMZ