Mercado industrial conta com o talento de jovens profissionais

Com alto índice de empregabilidade, Programa Portas de Entrada da Vale obteve 80% de aproveitamento em 2020 no Pará

Elisa Vaz

Com a evolução dos processos de transformação nas últimas décadas, as inovações tecnológicas têm ocorrido em uma velocidade cada vez maior. Dentro da chamada indústria 4.0, que exige profissionais mais qualificados e em contato com as evoluções vivenciadas no mercado, a qualificação profissional se faz necessária. Por meio dela, são abertas inúmeras portas dentro do mercado de trabalho, e um colaborador pode alavancar sua carreira a partir de suas capacitações.

"Nós capacitamos pessoas para trabalhar em funções dentro da indústria, seja na Vale ou no ecossistema como um todo" - Lucas Lourenço, analista de Recursos Humanos da empresa e responsável pelo programa.

A mineradora, destaque no setor e com atuação no Pará há mais de 30 anos, dispõe de programas de qualificação para quem busca uma oportunidade no ramo da mineração. O Programa Portas de Entrada abrange vários públicos-alvo e é voltado para o desenvolvimento da região.

Apenas no Pará, são cerca de mil profissionais sendo capacitados atualmente pela Vale. Dentro do Programa Portas de Entrada estão quatro subprogramas. O de estágio é dividido entre os alunos do ensino superior e os do técnico, além do estagiário 40 horas, voltado para a indústria.O analista de Recursos Humanos da empresa e responsável pelo programa, Lucas Lourenço, diz que o Portas de Entrada é a etapa inicial na empresa.

“Nele, nós capacitamos pessoas para trabalhar em funções dentro da indústria, seja na Vale ou no ecossistema como um todo, em empresas ligadas ao setor industrial. O objetivo é capacitar essas pessoas para que elas tenham experiência profissional e possam se desenvolver. Além disso, também capacitamos localmente, é um avanço para o Estado”, pontua.

"Há a formação profissional do trainee operacional e do trainee técnico operacional, que já tem nível técnico"  - Lucas Lourenço, analista de Recursos Humanos da empresa e responsável pelo programa.

Há também o Jovem Aprendiz, que abrange aqueles que buscam a oportunidade de adquirir a teoria e a prática dentro da empresa.

O programa de formação profissional, por sua vez, foi desenvolvido pela Vale para capacitar especificamente aqueles que não têm experiência, ou mesmo quem teve capacitação técnica e quer exercer uma função.

“Há a formação profissional do trainee operacional e do trainee técnico operacional, que já tem nível técnico. Nos dois casos, elas são capacitadas para uma função específica dentro da empresa, e a premissa do programa, principalmente no que diz respeito ao trainee operacional, é agregar pessoas que não têm experiência. Então, nós formamos operadores, como no ano passado, em que tivemos uma turma com 97 operadoras mulheres. É bem abrangente”, afirma o analista de RH. Por último, o programa de trainee superior engloba os jovens recém-graduados em universidades.

BONS RESULTADOS

Responsável pela gestão dos programas, Lucas Lourenço garante que a iniciativa é positiva para quem passa pela Vale. Isso porque o projeto tem um alto índice de empregabilidade – no ano passado, por exemplo, o nível de aproveitamento dos profissionais ultrapassou os 80%.

"É a chance de se desenvolver, especialmente para quem está procurando seu local no mercado ou não teve como se capacitar" - Lucas Lourenço, analista de Recursos Humanos da empresa e responsável pelo programa.

O analista explica que o papel social e de desenvolvimento é muito forte na empresa, e o Programa Portas de Entrada é um exemplo disso. Dentro das cerca de 1.000 participações no Pará, são aproximadamente 550 jovens aprendizes.

“Sempre digo aos participantes que, para mim, quem ingressa na iniciativa tem grandes oportunidades. Dentro de uma empresa que tem mais de mil vagas nos programas de aprendizado no Estado, é a chance de se desenvolver, especialmente para quem está procurando seu local no mercado ou não teve como se capacitar. Temos parcerias por meio das quais fomentamos os cursos, e é um projeto totalmente estratégico”, finaliza Lucas.

Reportagem
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!