Pet Liberal

Por Rogério Politi

Coluna assinada por Rogério Politi, formado em 1988 pela Universidade Estadual Paulista ( UNESP- Botucatu). Sócio fundador da Clínica Veterinária São Francisco de Assis desde 1989. Analista de Crédito Rural no Banco da Amazônia durante 12 anos. Médico veterinário da Sesma, por 12 anos na área de vigilância sanitária e zoonoses.

Como alimentar o beija-flor o atestado de vacinação de animais

Rogério Politi

Muitos de nós colocamos garrafinhas especiais para alimentar os beija-flores com uma mistura de água e açúcar, porém alguns cuidados são necessários:

- A água deve ser fervida para esterilizá-la;

- O cloro da água de torneiras é prejudicial, pois pode provocar gastroenterites;

- Quanto ao açúcar, sugiro o do tipo cristal, por ser menos industrializado;

- A mistura deve ser preparada diariamente;

- Na fermentação da água com açúcar poderá crescer fungos (invisíveis a olho nu) que matam o beija-flor. Provocam infecção bucal e asfixia por inchaço da língua;

- Mel ou groselha não devem ser adicionados à mistura. Fermentam com maior rapidez;

- Deixe a garrafinha em local fresco, à sombra, para não acelerar a fermentação com o calor;

- Diariamente, jogue fora a sobra da mistura, enxague bem as garrafinhas e reabasteça-as;

- Para eliminar a formação de fungos nos recipientes, higienize-os duas vezes por semana;

- Limpe-os bem e mergulhe-os em água com água sanitária (uma parte de Cândida para 15 de água), por 30 minutos;

- A seguir, lave bem para eliminar resíduos;

- Há também as visitas indesejáveis de formigas, abelhas e moscas. Nesse caso, pode-se tirar as garrafinhas e colocá-las apenas dois dias por semana para tentar fazê-las encontrar outras fontes de alimento. Formigas dificultam o acesso do beija-flor ao bebedouro. Podem ser mantidas longe untando o barbante ao qual está pendurado com azeite ou graxa à base de petróleo;

- Garrafinhas com pratinho na base evitam que a água açucarada respingue no chão e crie um novo ponto de atração de insetos.

FIQUE DE OLHO NO ATESTADO DE VACINAÇÃO

O Conselho Federal de Medicina Veterinária estabeleceu, através da resolução de No. 656, publicada no Diário Oficial da União em 17 de setembro de 1999, critérios para a emissão de Atestados e/ou Carteiras de vacinação para caninos e felinos. No Atestado de Vacinação deverão constar (citarei os tópicos principais):

1. Identificação do Proprietário, inclusive endereço;

2. Identificação do animal (nome, espécie, raça,...);

3. Dados da Vacina (nome, número de partida, fabricante, datas de fabricação e validade);

4. Identificação do médico veterinário (carimbo legível, com o nome completo, número de inscrição no CRMV e assinatura) e CNPJ e Inscrição Estadual da empresa (clínica, hospital, ambulatório e etc);

5. O Atestado e/ou Carteira de Vacinação não poderá veicular publicidade de produtos ou serviços de terceiros. 

A partir de hoje, ao levar seu animal para ser vacinado, fique atento. Procure um médico veterinário só ele é realmente competente para realizar a vacinação de modo adequado.

TVT

O TVT (tumor venéreo transmissível) é um tumor contagioso que normalmente apresenta um aspecto de "couve-flor" e que sangra muito facilmente. A sua disseminação geralmente ocorre por contato sexual, porém ele também tem sido transmitido através da lambedura de animais contaminados e sadios, e o contato com as superfícies mucosas não genitais. Normalmente é encontrado na genitália externa dos caninos machos e fêmeas, podendo ser transportado para outras regiões. Nos machos são encontrados principalmente na região da glande do pênis, mas podem aparecer em qualquer parte da mucosa peniana ou prepucial. O tratamento mais eficiente consiste na administração de quimioterápicos. O curso da terapia geralmente é de três a cinco semanas e ela deve ser continuada até duas aplicações após o ponto em que não existir moléstia visível.

 

Pet Liberal
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!