Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Tomas Bastos é o 'cara' do meio-campo do Paysandu desde Tiago Luis da era de 2016

Carlos Ferreira

De Tiago Luis a Tiago Luis, Tomas Bastos é o "cara" no Papão

Desde o sucesso de Tiago Luis em 2016, o máximo que o Paysandu teve nas funções de meia foram lampejos de Pedro Carmona e a competência de Fernando Gabriel em curta passagem, além de algumas boas jornadas de Fábio Matos, Thomaz e Thiago Primão. No mais, figuras pífias como Marcelo Costa, Clayton, Bruno Smith, Daniel Sobralense, Ryan Williams, Leandro Lima e o próprio Tiago Luis nesse retorno injustificado. Agora (ufa!), surge Tomas Bastos, aparentemente o "cara"!

Tocantinense, 27 anos, com alguns clubes grandes no currículo, Tomas Bastos veio para o Papão ao retornar dos Emirados Árabes. Em três semanas (três jogos e quatro gols), ele já é a figura central do time bicolor.

 

Leão B foi entediante, sem ambição, ao estrear na Copa Verde

Com excesso de passes para os lados e jogo burocrático, o time reserva do Remo foi entediante e perdeu para o Sobradinho (1 x 0) no Distrito Federal. Mau começo dos azulinos na Copa Verde, mas com plenas condições de classificação no jogo de volta, no dia 21, às vésperas do Re-Pa.

A derrota do time alternativo não deve impactar no ânimo do time principal e dos torcedores para o jogo decisivo contra o São José. Mas eleva as cobranças futuras caso o Leão não vença na sexta-feira. Ontem, ao reconhecer a apatia de alguns atletas diante do Sobradinho, Márcio Fernandes garantiu que o Leão Azul irá a todo vapor pra cima do São José. Essa atitude prometida pelo técnico precisa ser não só física, mas também tática, com menos passes para os lados e jogo objetivo, com esmero, intensidade, ambição, honradez e personalidade.

 

BAIXINHAS

* No jogo de Porto Alegre, o São José quebrou a invencibilidade (8 jogos) do Remo. Na sexta, o São José vai defender uma invencibilidade de 13 jogos no campeonato. O time gaúcho tem apenas uma derrota nesta Série C, para o também gaúcho Ypiranga (2 x 0) na terceira rodada. São José e Luverdense, adversários da dupla Re-Pa, são os reis do empate: 10, cada.

* Como marca, arma, lidera, entra na área e faz gol, o bicolor Tomas Bastos pode ser definido como jogador multifuncional. Tratando-se de um jogador com recursos técnicos acima da média e com mercado para escolher vitrine, ele contraria a lógica jogando na Série C aos 27 anos. Se mantiver o nível das atuações, será uma poderosa arma para o Papão na disputa do acesso.

* Se lamentamos o fato de Remo e Paysandu estarem em briga direta por classificação na Série C, imaginemos o que estão sentindo os potiguares. O Rio Grande do Norte está com o América na Série D e ABC e Globo lutando contra rebaixamento também à Série D. Uma debalcle, depois que Natal ganhou a Arena das Dunas na Copa do Mundo de 2014.

* Tabela da Copa Verde programa para o domingo, 25, 18 horas, os jogos Paysandu x Remo, Juventude x Ypiranga, São José x Volta Redonda, Boa x Tombense, Atlético-AC x Luverdense.

* Contra-ataque é a arma do Bragantino, hoje, em Macapá, para se classificar às quartas da Copa Verde. O time de Bragança só precisa empatar e está planejado para provocar e explorar desespero do Santos. Também às 20 horas de hoje, pela segunda fase Copa do Brasil sub 17, Tubarão x Carajás em Santa Catarina.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!