Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo e Paysandu se unem para 'secar' e se encontram no segundo escalão da Série C

Carlos Ferreira

Dupla Re-Pa no segundo escalão da Série C

Os números traduzem outras evidências para fazer do Ferroviário e do Juventude os times tops desta Série C. Remo e Paysandu estão no segundo escalão, com os demais times que estão dentro ou à porta de entrada do G4 em ambos os grupos.

O Leão Azul já foi top e caiu de cotação ao estagnar, enquanto os concorrentes evoluíam. Por isso, entrou em transição tática, encaixando novas peças e reajustando o modelo de jogo. A esperança é que volte a crescer para a reta decisiva.

O Papão vive os seus altos e baixos, mas fez 10 pontos na sua invencibilidade de seis jogos, e está desafiado a se manter no G4 numa rodada em que enfrentará o líder Juventude em Caxias.

 

Rivais unidos na arte de "secar"

Ypiranga e Volta Redonda estão apenas um pontinho abaixo da dupla Re-Pa. O Ypiranga vai visitar o São José no sábado e o Voltaço jogará quinta-feira em Tombos, contra o Tombense. A missão mais difícil na rodada é do Paysandu e a mais "fácil" (ou menos difícil) é a do Remo, em Belém, contra o Luverdense, que está em posição de rebaixamento. Dupla Re-Pa em ação no sábado.

A próxima rodada vai fechar o segundo terço da fase classificatória. A tendência é que que os gaúchos Juventude e São José confirmem classificação, por serem times estáveis, bem regulares, e que as outras duas vagas fiquem entre Remo, Paysandu, Ypiranga e Volta Redonda. O Leão vai visitar e o Papão vai receber os dois grandes concorrentes na reta decisiva. 

 

BAIXINHAS

* Os quatro maiores artilheiros da Série C são do nordeste: Wesley (Santa Cruz) e Edson Cariús (Ferroviário) com sete gols, Eduardo (Treze) e Negueba (Globo) com seis. Os artilheiros do Pará na Série C têm apenas dois gols cada: Vinícius Leite (Paysandu), Gustavo Ramos, Fredson, Marcão e Alex Sandro (Remo).

* Carioca Fidélis, do Bragantino, se despediu da Série D como líder da artilharia da temporada regional com sete gols, acima do gaúcho Nícolas (Paysandu) e do maranhense Michel (Paragominas/Remo), que têm cinco. Fidélis torna-se agora disponível no mercado.

* Keven vai jogar na 1a divisão portuguesa, pelo Paços de Ferreira, que subiu este ano como campeão da "segundona". Keven está contratado por três temporadas. Ótima vitrine para o zagueiro paraense, de 18 anos, que ainda é patrimônio do Remo (30%), em sociedade com os investidores que o levaram ao final do campeonato estadual. 

* Apagado no campeonato estadual, Elielton deu motivo para que o Paysandu investisse na contratação de Pimentinha. Com a chegada de Hélio dos Anjos, porém, Elielton virou titular e provocou a revolta de Pimentinha, que resolveu sair. Humildade, disciplina e compromisso fizeram a diferença.

* Dos dez clubes que começaram a temporada paraense, seis saíram de cena ao final do Parazão. Sábado foi a vez do São Raimundo e ontem a hora do Bragantino se despedir. Remo e Paysandu seguem na fase classificatória da  Série C, que termina dia 25 de agosto. Quem passar ao "mata mata" do acesso, terá decisão nos dias 1° e 08 de setembro.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!