Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

O novo sentido de escanteio para o Remo

A pressão do Paysandu sobre o Remo

Carlos Ferreira

Nos escanteios, Leão está fugindo à regra

Estudos estatísticos mostram que ocorre um gol de escanteio a cada dez jogos no futebol mundial. O Remo, porém, é um ponto fora da curva nesse cenário. O Leão fez gol de escanteio em quatro dos seus dez jogos na Série C. Dois foram de Fredson em cobranças de Carlos Alberto, contra Juventude e Boa Esporte. Também em cobrança de Carlos Alberto, Emerson Carioca fez contra o Luverdense. O outro foi de Marcão, depois que Douglas Packer cobrou o escanteio rolando a bola para Ronael cruzar e o zagueiro completar de cabeça.

Obviamente, não se trata de coincidência. O Remo vem colhendo frutos de treinamentos específicos e está sob estudo dos adversários, como é o caso do Juventude para o jogo de amanhã. Por isso e pelas questões táticas gerais, Márcio Fernandes está investindo em novas estratégias de jogo.   

 

Papão avança e põe pressão no rival

A vitória sobre o Tombense (1 x 0) elevou o Paysandu à terceira e empurrou o Remo para a quarta posição na Série C. Moral para o time bicolor (um jogo a mais)  e pressão para o time azulino, que  joga amanhã contra o Juventude.

Boa estreia do volante Léo Baiano, boa atuação da equipe e três pontos preciosos. O Papão segue na sua alternância de resultados, frustrando a torcida numa partida e empolgando na partida seguinte. Desta vez, a vitória sobre o Tombense garantiu a permanência no G4 sejam quais forem os resultados do fim de semana.  

 

BAIXINHAS

* Marcão Santana está no Remo há três semanas. Esteve em campo 63 minutos, contra Paysandu e Boa Esporte, mas ainda não está pronto para jogar 90 minutos, tal como Eduardo Ramos, que acabou de chegar. Por isso, não devem ser acionados ao mesmo amanhã contra o Juventude.

* Márcio Fernandes não vai abrir mão de uma primeira linha de marcação efetiva, o que deve pesar muito a favor de Gustavo Ramos e de Alex Sandro. Pelo que dá para deduzir, se Marcão Santana começar como titular, Eduardo Ramos começa no banco, ou vice-versa. 

* Desfalque no jogo de ontem, em Tombos,  Tiago Luis trata de se recuperar da lesão para defender o Papão em Caxias do Sul, na próxima rodada da Série C, contra o Juventude. Ele já tem 10 jogos pelo Papão na temporada, além dos sete que fez pelo São Bento no Campeonato Paulista. Total de 17 jogos e nenhum gol.

* Zagueiro amapaense Dedé, destaque do Independente no Parazão, é titular do time sub 23 do Vitória no campeonato brasileiro de aspirantes. Foi dele o gol da vitória do time baiano (1 x 0) sobre o Goiás. Dedé está emprestado pelo Santos de Macapá. 

* Ranking levantado pelo globoesporte.com, sobre público de todas as competições do ano, mostra o Remo no 17° lugar com 12.874 pagantes por jogo. O Paysandu é o 21° com 8.036. Estão contabilizados os números do Parazão, Copa do Brasil e Série C. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!