Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

No que se tornou o futebol profissional do Paysandu nesta temporada de 2019

Carlos Ferreira

Papão vira assombro de si mesmo

Embora sem vencer há cinco rodadas na Série C, o Paysandu tem os mesmos 9 pontos do 4° o locado do grupo, Volta Redonda. Não haveria motivo para clima hostil no clube, não fosse o sucesso do rival. Da mesma forma  que se deixaram levar pela soberba quando o Papão esteve em alta e o Leão estava na vala da Série D, agora bicolores superdimensionam os problemas por conta de nova comparação.

O Papão está sendo assombro de si mesmo. Antagonismos afloram em torno do alto comando e tumultuam ainda mais o ambiente. O medo vai causando estragos emocionais e tudo isso deriva para o elenco. Tanto que o jogo contra o Luverdense vai ser no Mangueirão, para menor pressão da torcida. É ou não é o Papão fugindo de si mesmo?

 

Seu clube, sua energia 

Lançado em 2008, o convênio de Remo e Paysandu com a Celpa rendeu cerca de R$ 200 mil para cada clube no primeiro ano. Uma parte do dinheiro do “Seu time, sua energia” foi consumida pelos custos de implantação do projeto e a outra confiscada pela Justiça do Trabalho. Cinco anos depois, já não cobria nem as contas mensais dos clubes junto à Celpa.

Em matéria de gestão e marketing, Remo e Paysandu estão no melhor momento para a retomada desse projeto tão promissor, que só fracassou por incompetência dos clubes. A Celpa percebeu a mudança de cenário e reabriu as portas. O "Seu time, sua energia" deve ser relançado por ocasião do Re-Pa, na 9a rodada da Série C. 

 

BAIXINHAS

* Torcedores que aderirem ao "Seu time, sua energia" terão um valor mensal acrescido na conta da Celpa, destinado aos clubes e a um programa social da empresa. Se a ideia já era fabulosa há 11 anos, no pleno amadorismo, agora é fadada ao sucesso quando existe mentalidade de mercado. 

* Copa Verde irá até 20 de novembro, enquanto a Série C já terminará dia 6 de outubro. Mesmo que Leão ou Papão decida o atual campeonato, terá 44 dias de atividades só com a Copa Verde, fazendo dois jogos por mês. Muito pior para quem sair antes da Série C. Calendário irresponsável, esse da CBF!

* Presidente Ricardo Gluck Paul ouvindo insistentes pedidos para demitir o executivo de futebol Felipe Albuquerque. Além da antipatia dentro e fora do clube, Albuquerque tem contra si os resultados pífios do seu trabalho. 

* Atacante Wesley Pacheco está há oito meses sem jogar partidas oficiais. Terá condições de dar as respostas urgentes que serão cobradas dele no Papão? Eis a questão!

* Re-Pa ainda não tem data definitiva, mas os precos de ingressos estão definidos em 40 reais a arquibancada e 60 reais a cadeira. A CBF reprogramou o jogo para terça, dia 25, mas Leão e Papão querem jogar no domingo, 23.

* Revelado pelo Remo em 2012, o lateral direito Tiago Cametá, 27 anos, está em Belém e tem negociação com o Santa Cruz para a Série C. O último clube dele foi o Vila Nova-GO. Fez 13 jogos este ano.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!