Cássio Soares

Entusiasta no mercado dos esportes eletrônicos e produtor de eventos com vasta experiência no cenário competitivo regional, onde atua profissionalmente desde 2007. É declaradamente um seguidor apaixonado deste gigante universo gamer.

Os eSports estão ainda mais populares em todo o Brasil

Cássio Soares

Os eSports estão com tudo no Brasil. É o que mostra a Pesquisa Game Brasil (PGB), apontando que o público gamer está a cada dia mais familiarizado e envolvido com os esportes eletrônicos: de acordo com a 7ª edição do estudo, realizada neste semestre, 65,6% dos jogadores afirmam conhecer os eSports, um aumento de 6,7% em comparação com o ano anterior.

Além disso, 44,7% dos fãs de eSports costumam praticar a atividade, queda de 3% em relação a 2019. Ainda sobre o recorte do público praticante, 17,6% afirmam que já participaram de alguma competição, e 47,2% ganharam dinheiro nesse tipo de evento.

“A variação relacionada à quantidade de jogadores de eSports se dá por uma questão orgânica dos próprios títulos que já existem. Mas a difusão dessa modalidade entre o público gamer brasileiro pode ser notada no crescimento linear da audiência das transmissões”, observa Carlos Silva, Head de Gaming na Go Gamers.

Segundo a PGB, 19,7% dos gamers consomem conteúdo de eSports diariamente, enquanto 17,5% o fazem uma vez por semana e 25,5% menos que uma vez por semana. Quanto aos ambientes com maior audiência, a pesquisa mostra o YouTube na liderança com 68,6%, seguido por Facebook (37%), Twitch (23,4%) e IGTV, do Instagram (18,7%).

 

Times, personalidades e jogos

Outro dado destacado pela PGB é o conhecimento dos gamers em relação aos times de eSports. Nesta 7ª edição, as principais equipes lembradas pelos jogadores foram Flamengo eSports (79,1%), INTZ (68,5%), Kabum eSports (66,7%), RED Canids Kalunga (64,2%) e paiN Gaming (64,1%).

Já em relação ao eSport mais visto pelo público em lives, League of Legends (LoL) aparece na liderança, com 20,7%. Na sequência, os títulos mais acompanhados são Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO),  com 18,8%; PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG), com 18,6%, Fortnite, com 18,4%; e Call of Duty: Black Ops III (COD: BO III), com 17,3%.

Quando dos mais assistidos da modalidade em vídeos gravados, o gênero de tiro ganha mais destaque, com CS: GO encabeçando a lista (32,1%). Apesar do MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) aparecer logo em seguida, com Fortnite (31,4%) e LoL (30,1%), os demais também são shooters: COD: BO III (29,6%) e CS: 1.6 (29,2%).

Além disso, o estudo mapeou que 48,6% do público acompanha personalidades ligadas aos eSports, cujas cinco mais famosas são: “Yoda” (61,2%), “Alanzoka” (58,6%) “Fallen” (38,6%), “LevelUp 007” (34,6%) e “Nicks” (31,6%). Já as doações da audiência tendem a ser mais frequentes para streamers de LoL (8,1%), PUBG (6,2%), Warcraft III (6,2%), CS:GO (6,1%) e CS: 1.6 (5,3%)

Realizada pelo Sioux Group, por meio da unidade de negócios Go Gamers, ESPM e Blend New Research, a 7ª edição da PGB ouviu 5.830 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal, no mês de fevereiro.

O estudo já está disponível ao público por meio do site oficial no endereço https://www.pesquisagamebrasil.com.br/

GG:

Impulsionada pela pandemia e de olho no gigante crescimento dos eSports a Ferrari anunciou nesta terça-feira (28) para a alegria dos aficionados por automobilismo virtual a realização de uma competição exclusiva, programada para o início de setembro. O vencedor vai se juntar à equipe de eSports da montadora italiana em 2021 e contará com uma orientação do monegasco Charles Leclerc, piloto de Fórmula 1 da escuderia.

Hoje se inicia a quinta e última semana do primeiro turno no Brasileirão de Rainbow Six Siege 2020. As equipes Team Liquid e Team One disputam a acirrada liderança da competição.

As produtoras de jogos de luta Arc System Works, ARIKA, Bandai Namco, Capcom, Koei Tecmo e SNK vão se reunir para discutir o futuro dos seus títulos no cenário dos eSports. O encontro está previsto para esta sexta-feira (31), às 21h no horário de Brasília, com transmissão ao vivo pela internet.

LAG:

Jonathan "Jonji", jogador da equipe norte-americana Chaos chamou a equipe brasileira MIBR de horrível e lixo em resposta para um fã nas redes sociais. A reação foi imediata e veio do jogador paraense Vito "kNg" que respondeu “Pra ser ruim falta muito, nós nem ligamos. Mas o mundo gira, não se esqueça”.

Cássio Soares
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!