'Por que você não me procurou antes?', disse pai da namorada de ator morto

Paulo Cupertino teria feito pergunta ao genro momentos antes de fazer os disparos

Redação integrada de O Liberal com informações de UOL

Embora Paulo Cupertino, principal suspeito de matar o ator Rafael Miguel e seus pais, continue foragido, Isabela Tibcherani, filha do comerciante, e sua mãe, Vanessa Tibcherani, compareceram à 98ª DP, em São Paulo, para depor sobre o caso.

Isabela disse que havia saído para passear com Rafael em uma praça e depois eles seguiram para a casa dela. A jovem não disse que os pais de rafael queriam conversar com Cupertino. Esta informação diverge do depoimento de Vanessa, que apresentou esta versão.

A mãe da jovem disse em depoimento que, ao chegarem em casa, Cupertino puxou a filha para dentro e  falou para Rafael: "Por que você não me procurou antes?". Logo em seguida, ele efetuou os disparos.

Os depoimentos mostraram que Paulo era uma pessoa agressiva e tinha um relacionamento possessivo com a filha, chegando a não permitir que ela fosse à escola. Isabela disse que o pai mal conhecia Rafael, mas que ainda assim não gostava dele.

Vanessa relatou que Paulo e ela estavam juntos há 21 anos e que ele a agrediu várias vezes. Isabela estava revoltada com a mãe no dia do depoimento.

Um tio de Rafael e um irmão de Cupertino também conversaram com a polícia. O depoimento do irmão de Paulo foi considerado contraditório e ainda não se sabe se será incluído no inquérito.

Um advogado não identificado chegou a procurar a delegacia em nome de Cupertino, mas não confirmou se vai assumir o caso. Ele foi procurado pelo irmão do suspeito.

O advogado de Isabela, Eliton Lima dos Santos, disse que a jovem não voltou para casa e está abrigada na casa de amigos. "Ela não tem pretensão de voltar [para a casa] tão cedo. Não tem nada a ver com a mãe. É o local em si, onde ocorreu uma tragédia", disse ao UOL.

O prazo para a prisão em flagrante de Paulo Cupertino expirou. No entanto, a polícia ainda não decidiu se pedirá o mandado de prisão temporária. O suspeito fugiu em um carro vermelho com a placa que pode ser falsa.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!