Fiéis rendem homenagem a São Jorge em paróquia da Marambaia

Dia do santo é marcado por uma procissão pelas ruas do bairro

Eduardo Rocha

Devotos de várias comunidades católicas da Região Metropolitana de Belém se uniram aos moradores da Marambaia para celebrar o dia dedicado a São Jorge, padroeiro do bairro. Todos os anos, nessa data, a paróquia de São Jorge promove uma festidade, que é aberta com missa, seguida de uma procissão pelas ruas da Marambaia. Este ano a programação tem como tema “Com São Jorge, viver a missão sob os cuidados de ‘Maria, Mãe da Igreja’” e prossegue até o domingo, dia 28.

A procissão em homenagem a São Jorge ganhou as ruas do bairro às 17h, iniciando pela avenida Dalva. A imagem do santo guerreiro, ornamentada ornamentada com flores vermelhas e colocada sobre uma camionete, foi por acompanhada por centenas de fieis e escoltada por soldados da Cavalaria da Polícia Militar do Pará.

"Todo ano eu venho para a procissão. Já consegui muitas graças com a intercessão de São Jorge, como um emprego e a minha saúde", contou a professora e devota Silvana Souza, 57 anos. Ela é moradora do bairro do Marco, mas, todos os anos participa da procissão. 

O pedreiro e fotógrafo João de Souza, 78 anos, foi agradecer por uma cirurgia que precisou fazer recentemente e que foi bem sucedida, segundo ele, pela proteção de seu santo de devoção. "Estou muito feliz de poder estar aqui hoje, com saúde, para participar da procissão em louvor a São Jorge". 

Ao longo de todo o trajeto, que incluiu as ruas Nossa Senhora de Fátima, Anchieta e avenida Pedro Álvares Cabral, somando quase dois quilômetros, os fieis entoaram cânticos e fizeram orações. Muitos moradores enfeitaram as casas com balões vermelhos e brancos para saudar o santo, como fez dona Maria de Nazaré, de 82 anos.

Legado

O pároco Raimundo Ribeiro presidiu a procissão. "Essa é uma expressão da caminhada do ser humano, que só avança quando se deixar iluminar pela fé. Nascidos de Deus, nós só podemos nos encontrar se caminharmos em profunda comunhão com Jesus Cristo, assim como fez o glorioso São Jorge", afirmou.

"Conhecido por sua coragem e determinação, São Jorge é uma referência por sua firmeza de fé em contraponto a uma sociedade atual marcada pelo medo, indecisão, onde as pessoas se mostram muitas vezes como se estivessem em um loteria, apostando na sorte, sem um rumo certo e sem sentido de vida", refletiu o pároco. 

Na caminhada, padre Raimundo abordou a figura de Maria ao lado dos fiéis. "Nossa Senhora está sempre presente, porque é impossível pensar em Jesus sem pensar nela, assim como é impossível pensar em São Jorge sem pensar em Jesus, porque Ele é a fonte de tudo e Nossa Senhora, como já prega o Evangelho, foi a primeira que acreditou, colocando-se como serva do projeto de Deus", arrematou. A procissão chegou à Paróquia de São Jorge no início da noite. Até o domingo (28), haverá missas sempre às 19h, seguida de programação cultural.

Belém