Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Adrenalina

Por Rosiane Rodrigues

Quadro voltado para esportes radicais assinado pela jornalista Rosiane Rodrigues, que potencializou o amor pelos esportes radicais nas coberturas das competições de Motocross em todo estado do Pará, isso há três anos. É fundadora e CEO do site Gastronomia Paraense e CEO do RR Comunicação e Imprensa

No quadriciclo: André Furtado, Rodrigo Maia e Thyago Veloso vencem 2ª Etapa do Maranhense de Rally

Rosiane Rodrigues

Amigos há uma década, André Furtado, Rodrigo Maia e Thyago Veloso competem em quadriciclo no Pará e pelo Brasil. A última competição foi na 2ª Etapa do Campeonato Maranhense de Rally, dos dias 23 a 25 de julho, e voltaram com os títulos de 1º, 2º e 3º lugar, respectivamente.

André Furtado, 47 anos, empresário, faz trilhas, enduro e rally desde 1994. Depois de já ter competido moto e carro, André sentiu que faltava o ‘quadri’, nome popular do esporte. Em 2018, o piloto começou a correr na categoria, no Cerapió, e ganhou. “Nunca mais larguei o vício. Para mim, atualmente prefiro competir de Quadri”, disse o colecionador de 15 troféus ganhos no Cerapió.

O piloto elogiou a organização e as trilhas bem levantadas e médias boas do Campeonato Maranhense. “Deu pra acelerar bem. Já é uma alegria estar na trilha junto com os amigos, chegar no final, e ainda subir no pódio, é a realização completa de que valeu a pena todo o esforço, desde a preparação física, investimento em equipamentos e a logística da viagem”, afirmou André.

Rodrigo Maia, André Furtado e Thyago Veloso ficaram, respectivamente, em 1º, 2º e 3º lugares no Maranhense de Rally (Arquivo pessoal)

O analista de sistemas, Rodrigo Rodrigo Maia, 42 anos, disse que a prova foi excelente. Antes do quadri, o piloto competia com moto, mas, em 2013, ele sofreu um acidente em uma prova de rally que o deixou um ano fora das competições. Com a insegurança no retorno, ele optou pelo quadriciclo, motivado pela paixão pelo off road. “Em 2017 voltei para as motos, mas não abandonei o quadri”, disse o piloto, feliz em ter chego na final do Campeonato Maranhense sem nenhum problema de percurso e se sentindo recompensado por ter deixado a família em casa para praticar o que tanto gosta.

Thyago Barra Veloso, 35 anos, advogado, também parabenizou a prova pela técnica e roteiro de nível nacional. “Eu tive meu primeiro Quadri em 2013, mas apenas para passeios, também passei pelo mesmo caso do Rodrigo (acidente) inclusive no mesmo evento, então por sempre andarmos juntos, e como eu já tinha um quadri, optamos em retornar ao offroad no quadri”, explicou. Thyago e Rodrigo começaram a correr quadriciclo juntos, no Campeonato Paraense de Quadri, em 2016, e voltaram às competições de moto juntos também, em 2017.

Rodrigo Maia e Thyago Veloso competem por todo o Brasil (Arquivo pessoal)

 

Acelerando

III PEBAS JUMP
Nos dias 10,11 e 12 de setembro haverá muita emoção no III PEBAS JUMP, em Parauapebas. Patins Street, Slackline e Skate são algumas das modalidades da competição. Para mais informações, acesse: Semel Parauapebas Oficial, no facebook.


Rally do Sol
O maior evento de Rally do Pará será neste final de semana, com largada em Benevides e chegada em Salinas. O evento está na XXIV edição e é homologado pela FEPAUTO (Federação Paraense de Automobilismo) e FEPAM (Federação Paraense de Motociclismo). Mais informações no site www.fepauto.com.br.


Quem tiver mais interesse em conhecer mais sobre o esporte, acompanhe nossas redes sociais @adrenalinarr7

Adrenalina
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!